Notícias

Crédito Instalação

Produção de assentados gaúchos é expandida com o Crédito Instalação

Publicado em 31/12/2020 20h05 Atualizado em 05/01/2021 10h35
Aplicação do Crédito Instalação no assentamento Conquista do Cerro (RS)

Cleonice da Silva do assentamento Conquista do Cerro adquiriu uma ordenhadeira com recursos do Crédito Instalação.

A compra de uma ordenhadeira e da décima vaca do pequeno rebanho. Esperança renovada a fim de continuar tirando do leite o sustento e garantindo renda à família. As aquisições, que podem significar pouco para muitos, foram realizadas pela assentada gaúcha Cleonice Alves da Silva, neste último mês de 2020.

As possibilidades surgiram quando ela acessou os recursos do Fomento Mulher. Uma das nove modalidades do Crédito Instalação, o incentivo serve para implantar ou incrementar atividades produtivas realizadas pelas titulares do lote. O valor é de até R$ 5 mil.

A liberação da verba à moradora do assentamento Conquista do Cerro, no município de Candiota, ocorreu em novembro, coincidindo com o início da produção das nove vacas em lactação que tinha até então. Resolveu logo como aplicar o dinheiro.

“Passamos um mês e pouco tirando leite com as mãos, entre 50 e 60 litros por dia. Daí compramos e instalamos a ordenhadeira e agora é outra coisa”, diz, ao falar sobre o equipamento que mudou a forma de trabalhar no lote onde vive.

A mesma oportunidade de colocar em prática iniciativas próprias terão oito mulheres que receberam a quantia nesta última semana de 2020. A liberação foi feita no dia 28 junto à instituição financeira habilitada.

Com isso, o Incra no Rio Grande do Sul finaliza o ano tendo investido, no estado inteiro, R$ 1.095.800,00 nas modalidades Apoio Inicial e Fomento Mulher, além da complementação de créditos pagos anteriormente. Foram atendidas 232 famílias.

“Este aporte de recursos beneficia muitos assentados, que poderão fazer novos investimentos nos seus lotes, gerando desenvolvimento e renda”, avalia a superintendente substituta do Incra/RS, Raquel May Chula.

Do montante operacionalizado, 33,3% foram para a linha de crédito exclusiva ao público feminino, e atenderam 73 beneficiárias. Apenas em novembro, 61 assentadas de 16 áreas de reforma agrária receberam o Fomento Mulher – 52 delas no município de Candiota.

Oportunidades

A aquisição de bens de primeira necessidade, por meio do Apoio Inicial (até R$ 5,2 mil), também foi decisiva no caso de muitas famílias. Uma delas é a de Paulo Armindo Alves de Souza.

Morador do assentamento Dom Orlando Dotti, criado pelo Incra em 2015 no município de Esmeralda, ele recebeu os recursos em agosto. Junto com a esposa, Andréia, e os quatro filhos, resolveu destinar parte do valor para a compra de duas roçadeiras.

As máquinas ajudam a manter a ordem nos potreiros (piquetes) do lote e são usadas pelos filhos na prestação de serviços em outras propriedades. “É mais um dinheiro que entra”, explica Souza.

Segundo lembra, o pai foi arrendatário de terras e “nunca teve um palmo seu”. Isso fortalece o objetivo da família de permanecer na parcela e fazê-la prosperar.

Por isso, o crédito também serviu para adquirir uma novilha destinada à produção leiteira. A ideia é implantar pastagens em quase toda a área de 14 hectares, que hoje tem a maior parte ocupada por grãos.

Na comunidade rural, 22 unidades familiares foram contempladas por meio da modalidade Apoio Inicial ao longo do ano.

Saiba mais sobre o Crédito Instalação em www.gov.br/incra/pt-br/assuntos/reforma-agraria/credito.

Agricultura e Pecuária