Notícias

FAMÍLIAS FORTES

Itapoá (SC) assina acordo para adesão ao programa Famílias Fortes

A iniciativa vai promover ações de fortalecimento dos vínculos familiares na região
Publicado em 29/04/2021 17h47
A secretária nacional da Família (SNF/MMFDH), Angela Gandra, esteve em Itapoá para falar sobre o Famílias Fortes. (Divulgação/SNF)

A secretária nacional da Família (SNF/MMFDH), Angela Gandra, esteve em Itapoá para falar sobre o Famílias Fortes. (Divulgação/SNF)

O projeto-piloto do programa Famílias Fortes será implementado em Itapoá (SC). O desenvolvimento das ações de fortalecimento de vínculos familiares será possível por meio de um Acordo de Cooperação Técnica (ACT) assinado nesta quinta-feira (29) entre o município e o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH).

A secretária nacional da Família (SNF/MMFDH), Angela Gandra, esteve em Itapoá para a cerimônia de assinatura. Na cidade, ela se reuniu com autoridades locais para definir os detalhes que viabilizarão a eficiência do Famílias Fortes na região.

"Cada vez que um município adere ao Famílias Fortes, nosso coração se enche de esperança de que teremos um Brasil melhor. A família é a base da sociedade e o fortalecimento dos laços familiares é a cura para inúmeros males sociais e a força motriz de uma sociedade desenvolvida, próspera e feliz", enfatiza Gandra.

Além de Gandra, participaram da cerimônia de assinatura do acordo o prefeito da Itapoá, Marlon Neuber, o vice-prefeito do município, Jeferson Garcia, e, a secretária municipal de Assistência Social, Célia Konell.

O projeto

O Projeto-Piloto Famílias Fortes consiste em uma metodologia de sete encontros semanais voltados para famílias com filhos entre 10 e 14 anos. O objetivo é promover o bem-estar dos integrantes da família com o fortalecimento dos processos de proteção e construção de resiliência familiar e a redução dos riscos relacionados a comportamentos problemáticos.

As atividades ocorrem em dois momentos. No primeiro deles, os pais e responsáveis se reúnem em uma sala e os filhos de 10 a 14 anos em outra. Os adultos são ensinados a esclarecer as expectativas com base nas normas de desenvolvimento de crianças e adolescentes, a usar práticas disciplinares apropriadas, a gerenciar emoções fortes em relação aos filhos e a se comunicar de maneira eficaz.

Já os filhos aprendem habilidades para a interação pessoal e social, como ter metas que deem sentido à vida, seguir regras, reconhecer as dificuldades e qualidades dos pais, lidar com a pressão dos amigos, saber identificar modelos positivos e ajudar os outros.

Na segunda parte do encontro, pais e filhos se reúnem numa mesma sala onde praticam as habilidades que aprenderam. Eles trabalham na resolução e comunicação de conflitos e se envolvem em atividades para aumentar a coesão familiar e o envolvimento positivo dos filhos na família.

Para a condução dos encontros, os facilitadores dispõem de um manual com detalhes de todas as atividades e de vídeos que abordam os temas a serem trabalhados com as famílias.

Para dúvidas e mais informações:
gab.snf@mdh.gov.br

Atendimento exclusivo à imprensa:
Assessoria de Comunicação Social do MMFDH
(61) 99558-9277

Reportar erro