Notícias

EQUILÍBRIO

Empresários são incentivados a participar de Prêmio Melhores Práticas em Equilíbrio Trabalho-Família

Em reunião, a ministra Damares Alves apresentou benefícios que a relação harmoniosa entre trabalho e família pode proporcionar para colaboradores e empregadores
Publicado em 08/04/2021 11h01
Empresários são incentivados a participar de Prêmio Melhores Práticas em Equilíbrio Trabalho-Família

Reunião chama a atenção de empresários para prêmios de boas práticas em ações para equilíbrio entre trabalho e família. (Foto: Clarice Castro/MMFDH)

Empresários foram incentivados pela ministra Damares Alves, titular do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) a participar do Prêmio Melhores Práticas em Equilíbrio Trabalho-Família. As inscrições para a premiação estão abertas até 11 de abril. O encontro aconteceu de forma virtual nesta quarta-feira (7).

Durante a reunião, a ministra falou sobre os benefícios do fortalecimento de vínculos familiares para o ambiente laboral. “Acreditamos que família fortalecida é uma nação próspera e soberana. Os países que têm estratégias para fortalecimento de vínculos estão aí para provar que isso dá certo. Não podemos mais pensar em políticas públicas no Brasil sem trazer a família para o centro das atenções”, pondera a ministra.

A secretária nacional da Família, Angela Gandra, também participou da reunião e defendeu o envolvimento das empresas na ação. “Precisamos da sociedade civil para formar uma cultura mais humana, de família. Escolhemos o segmento de empresários porque podem ajudar a fornecer uma plataforma para a projeção econômica da família. Investir na família significa assegurar o desenvolvimento econômico e social. Os empresários são os que podem ofertar possibilidades”, declara.

Gandra também destacou a relevância do tema para o atual momento de pandemia decorrente da Covid-19. “O homeoffice tem sido uma sobrecarga para muitas famílias, em especial, para mulheres que precisam se dividir entre trabalho e os cuidados com os filhos e a casa, muitas sem ajuda. Precisamos debater esse assunto, compartilhar as boas práticas das empresas. Esse Prêmio é um reconhecimento para incentivar investimentos no ser humano, na família”, afirma.

Resultados

Durante o encontro, a titular da Secretaria Nacional da Família (SNF) trouxe dados relevantes sobre os prejuízos causados pelo desequilíbrio entre o esforço laboral e a convivência familiar. Em sua apresentação, Granda mencionou colaboradores, empregadores, governos e sociedade como principais agentes afetados.

Entre os prejuízos listados, estão a falta de saúde mental e física por parte dos colaboradores e a falta de tempo para apoiar os membros da família. Já os empregadores, perdem em produtividade e sofrem custos indiretos como resultado da diminuição dos níveis de satisfação no trabalho.

De acordo com as informações da SNF, tanto colaboradores como empregadores tendem a ser amplamente beneficiados pela oportunização do equilíbrio trabalho-família.

Alguns ganhos se referem ao aumento da produtividade e inovação empresarial, decorrentes do aumento de satisfação no trabalho por parte dos colaboradores, redução dos custos relacionados a recrutamento e seleção, pela baixa rotatividade, redução dos conflitos laborais, entre muitos outros.

Acesse a página do Prêmio para mais informações e inscrição.

Para dúvidas e mais informações:
gab.snf@mdh.gov.br

Atendimento exclusivo à imprensa:
Assessoria de Comunicação Social do MMFDH
(61) 99558-9277

Reportar erro