Notícias

DIÁLOGO

Organizações civis podem colaborar com a Política Nacional de Cuidados

Ministério promove a série de encontros "Ouvindo a Sociedade Civil", nos quais se reúne com representantes de instituições que cuidam da pauta da pessoa idosa, para contribuir com a iniciativa
Publicado em 21/07/2021 11h40 Atualizado em 23/07/2021 17h09
Organizações civis podem colaborar com a Política Nacional de Cuidados

O objetivo é alcançar as pessoas mais vulneráveis, considerando as reais necessidades de cuidados para assegurar a dignidade como direito. (Foto: Banco de Imagens/Internet)

Instituições vinculadas à pauta da pessoa idosa estão sendo convidadas a contribuir com o desenvolvimento da Política Nacional de Cuidados. Essa é a proposta da série de encontros “Ouvindo a Sociedade Civil”, promovida pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH). Por meio da ação, a pasta está se reunindo com representantes de organizações civis para receber sugestões, com o objetivo de garantir a efetividade da iniciativa.

Proteção e qualidade de vida

As sugestões acolhidas nos encontros promovidos pelo projeto subsidiará a atuação de um grupo de trabalho (GT) instalado para elaborar a Política. Em julho de 2021, foram designados os membros do GT que, sob a coordenação da Secretaria Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa (SNDPI/MMFDH), conta com a participação dos Ministério da Cidadania, da Educação, da Saúde e do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A proposta é conhecer e identificar as necessidades de cada seguimento para, a partir daí, formular uma política fundamentada nas reais necessidades de cuidados de quem mais precisa.

“Desde a instalação do grupo de trabalho, já ouvimos diversos segmentos e novas reuniões estão previstas para que a sociedade civil participe de forma ativa na construção desta política. Com certeza esse será um marco para todos os grupos que necessitam de cuidados especiais, sejam os idosos, crianças, adolescentes, pessoas com deficiência”, celebra o secretário Antonio Costa.

Saiba mais.

Agenda

Durante o mês de julho, já foram realizados cinco encontros. Entre as entidades, foram ouvidos representantes de organizações voltadas a geriatria e gerontologia, longevidade, pessoas com a doença de Alzheimer e envelhecimento da população LGBT.

Para dúvidas e mais informações:
cgdpi@mdh.gov.br

Atendimento exclusivo à imprensa:
Assessoria de Comunicação Social do MMFDH
(61) 99558-9277

Reportar erro