Notícias

Saúde e inclusão: Cartilha orienta sobre o uso de tecnologias no atendimento a pessoas com deficiência durante a pandemia

Publicado em 05/08/2020 14h55

Os grupos vulneráveis são especialmente afetados pela pandemia causada pelo novo coronavírus. Para ampliar os serviços de saúde com o atendimento online de pessoas com deficiências e doenças raras, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) lançou uma cartilha com recomendações para o uso de tecnologias nas rotinas de habilitação, reabilitação e outros cuidados de saúde desse público.

Além das pessoas com deficiências e doenças raras, a cartilha pode auxiliar familiares e os profissionais de saúde. As orientações servem para o período de distanciamento social, mas também poderão ser utilizadas após a pandemia.

Todo o material, acompanhado por vídeos que traduzem o conteúdo para a Língua Brasileira de Sinais (Libras), foi desenvolvido pela Secretaria Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SNDPD).

“As pessoas com deficiência e com doenças raras, em sua grande maioria, precisam de cuidados especiais, principalmente aqueles voltados à habilitação, reabilitação e outros cuidados de saúde”, lembrou a titular da SNDPD, Priscilla Gaspar.

De acordo com Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência, “a habilitação e a reabilitação objetivam aumentar potencialidades, talentos, habilidades e aptidões físicas, cognitivas, sensoriais, psicossociais, atitudinais, profissionais e artísticas contribuindo para o desenvolvimento da autonomia e da independência das pessoas com deficiência e com doenças raras”.

Confira aqui a cartilha 

Para dúvidas e mais informações:

pessoacomdeficiencia@mdh.gov.br

Atendimento exclusivo à imprensa:

Assessoria de Comunicação Social do MMFDH

(61) 99558-9277

Reportar erro