Notícias

Projeto discutirá combate ao suicídio e à automutilação por meio do futebol

Publicado em 15/09/2020 16h47 Atualizado em 15/09/2020 17h31
Projeto discutirá combate ao suicídio e à automutilação por meio do futebol

Foto: Banco de imagens/Internet.

Uma parceria entre o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) e o Ministério da Cidadania irá abordar o valor da vida por meio do futebol. Nos dias 24 e 25 de setembro, a partir de 14h30, o projeto Integra Brasil promoverá palestras com foco no combate à depressão entre jovens. Especialistas e gestores públicos vão tratar o tema sob a ótica da campanha #DêUmLikeNaVida.

"A depressão é o início de um processo triste e doloroso, que pode acabar em suicídio. É a segunda principal causa de morte entre os jovens de 15 a 29 anos. A importância desse projeto é justamente discutir a prevenção a esse problema usando o esporte como aliado. Temos muito orgulho de fazer parte dele", afirma a ministra Damares.

Além da ministra e de outros três secretários do MMFDH, participarão do evento, o diretor da Fundação Athletico Paranaense, Roberto Bonnet; o presidente do Endeleza International, José Seleme; o idealizador do Projeto Oxigênio, Sabino Dourado, o gerente de Responsabilidade Social da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Diogo Netto; professores e gestores de Medicina.

A programação gratuita será transmitida pelo YouTube da Secretaria Especial do Esporte e pelo Facebook do MMFDH. Na oportunidade, os participantes poderão tirar dúvidas sobre as ações de enfrentamento ao suicídio e à automutilação e também sobre outros temas, como prevenção às drogas, saúde emocional, importância da família e o papel do futebol.

Confira a programação completa do primeiro dia.

Acesse a programação completa do segundo dia de evento. 

Todos os inscritos receberão certificado. Para isso, basta preencher o formulário disponibilizado aqui.

Para dúvidas e mais informações:
imprensa@mdh.gov.br

Atendimento exclusivo à imprensa:
Assessoria de Comunicação Social do MMFDH
(61) 99558-9277

Reportar erro