Notícias

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

Anatel publica Plano de Gestão Tático 2021-2022

Com foco em resultados, o Plano objetiva a melhoria da gestão e da regulação dos serviços de telecomunicações
Publicado em 12/01/2021 10h18
Na imagem se lê "Plano de Gestão Tático 2021-2022 Agência Nacional de Telecomunicações" à esquerda e indo do centro para a direita há imagens de uma torre de telecomunicações e suas antenas, de uma antena parabólica, uma arte em azul com sinal de banda larga, um celular e , por fim, uma imagem de cabos de transmissão de dados conectados a um aparelho.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) publicou nesta quinta-feira (7/1) o seu Plano de Gestão Tático 2021-2022 (PGT). O documento foi concebido para dar maior clareza ao setor e nortear a atuação da Anatel na busca pela promoção do aumento da eficiência e da qualidade dos serviços prestados pela Agência, de forma a melhorar o seu desempenho, bem como incrementar a satisfação dos interesses da sociedade.

Em consonância com os objetivos e metas estabelecidas em seu Plano Estratégico, e em atendimento à Lei das Agências Reguladoras, a Anatel elaborou o PGT 2021-2022, composto por metas, iniciativas táticas e resultados relacionados aos processos finalísticos e de gestão, voltados à transparência, ao cumprimento das políticas públicas, à melhoria do desempenho com foco em resultados para sociedade e ao acompanhamento e avaliação da gestão da Agência.

O plano contém as prioridades da Agência para o biênio 2021-2022, materializadas por meio de 14 metas anuais de desempenho administrativo, operacional e de fiscalização, a serem atingidas durante sua vigência.

O PGT sincroniza, alinha e direciona os 12 principais planos institucionais da Agência e reúne as proposições de atuação, inclusive a Agenda Regulatória 2021-2022, que integra o presente plano. Foram estabelecidas, ainda, a estimativa de recursos orçamentários e a previsão do cronograma de desembolso necessários para a execução de tais iniciativas.

Com isso, a Anatel busca assegurar que suas ações sigam as prioridades estabelecidas no planejamento tático, contribuindo para o alcance das metas institucionais de forma alinhada e coordenada, a partir da concentração do esforço das áreas internas nos seguintes resultados esperados:

  • Alavancar as metas estratégicas, em especial no que se refere à ampliação da rede de transporte de alta capacidade (backhaul) em fibra ótica;
  • Realizar a medição e a verificação dos compromissos voltados à melhoria dos serviços de telecomunicações;
  • Promover maior eficiência e celeridade na análise dos pedidos de outorga;
  • Assegurar a existência de condições atualizadas para o uso mais eficiente e adequado do espectro radioelétrico;
  • Modernizar a ferramental atual de estimação de custos a fim de que as principais tendências setoriais sejam endereçadas;
  • Aperfeiçoar os serviços e as práticas pelas empresas, com a melhora da percepção dos consumidores quanto a qualidade dos serviços prestados pelo setor;
  • Promover maior transparência das regras aplicáveis ao setor de telecomunicações;
  • Aprimorar a transparência ativa por meio do aumento de publicações em redes sociais;
  • Aprimorar o modelo de governança e gestão da Anatel;
  • Manter a infraestrutura de TIC moderna e atualizada, oferecendo melhores serviços aos usuários dos serviços prestados pela Agência;
  • Automatizar as publicações e as atualizações de dados abertos;
  • Garantir o funcionamento da Anatel e da realização de suas atividades finalísticas;
  • Aumentar a qualificação e a valorização do capital humano da Agência; e
  • Garantir recursos para o funcionamento da Anatel.