Notícias

Lixo no mar

Mutirão organizado pelo MMA retira mais de 200 quilos de resíduos de praias na região dos Abrolhos

A ação beneficiou os municípios de Prado e Alcobaça, no extremo sul da Bahia
Publicado em 31/08/2021 10h18 Atualizado em 31/08/2021 17h13
mutirao_1150.jpg

Foto: Daniel Paiva/MMA

No último sábado (28), o Ministério do Meio Ambiente deu mais um importante passo no Plano Nacional de Combate ao Lixo no Mar. A pasta, por meio da Secretaria Nacional de Qualidade Ambiental (SQA) e demais apoiadores, organizou mutirões de limpeza nas praias da Barra, no município de Prado, e do Farol, em Alcobaça, ambos na Região dos Abrolhos, ao extremo Sul da Bahia. Ao todo, foram retirados da natureza 220 quilos de resíduos. 

A ação foi distribuída em 2,5 km de litoral, cobrindo tanto a faixa de praia quanto as restingas adjacentes. Os materiais recicláveis foram separados pelos cem voluntários participantes e todos os resíduos coletados tiveram destinação final ambientalmente adequada. Cabe destacar que os agentes envolvidos foram testados e todos os protocolos sanitários para evitar a disseminação da Covid-19 foram seguidos. 

Os dados gerados nos dois mutirões integram o novo Painel de Resultados de Mutirões de Limpeza, disponível no site do MMA. O levantamento de informações é fundamental para a definição de ações de controle e monitoramento, conforme explica o secretário nacional de Qualidade Ambiental, André França.

“As ações realizadas na região da Costa das Baleias são essenciais para a recuperação desses ambientes, bem como à conscientização das pessoas sobre o descarte adequado de resíduos, se constituindo em exercício de cidadania ambiental, nesta semana dedicada ao voluntariado”, ressaltou França.   

A Região dos Abrolhos possui a maior biodiversidade marinha do Atlântico Sul. As águas rasas e quentes da região, proporcionam um importante berçário para as baleias jubarte e para a desova de tartarugas marinhas, além de abrigar o mais importante sistema de recifes do Atlântico Sul, com no mínimo 20 espécies de corais, seis delas endêmicas no Brasil. A área insular, como o Parque Nacional Marinho dos Abrolhos, caracteriza-se pela ocupação de várias espécies de aves marinhas, tais como jatobá, grazina e fragata.

A limpeza das praias é essencial para a manutenção da qualidade ambiental, conservação das espécies e ecossistemas e para a realização de diversas atividades econômicas como a pesca, o turismo e a navegação. Diante desse cenário, o MMA anunciou nesta segunda (30) a abertura de nova turma para o Curso EAD “Conduta Consciente na Zona Costeira e Marinha: combate ao lixo no mar”, na plataforma Educa+. Clique aqui e saiba mais sobre o curso.  

A ação de limpeza, coordenada pela SQA com apoio do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e da GIZ, no âmbito do Projeto TerraMar, contou com participação das Prefeituras de Prado e Alcobaça, por meio de suas Secretarias de Meio Ambiente, Turismo e Saúde. Os mutirões foram organizados localmente pelo Instituto Baleia Jubarte em parceria com o Projeto Coral Vivo, que mobilizaram voluntários que atuam em ações na região, como Patrulha Ecológica e SalvaMar.

Combate ao Lixo no Mar

O Plano de Combate ao Lixo no Mar, inédito no País, foi lançado pelo MMA em março de 2019 e contempla ações que vão desde a gestão de resíduos sólidos até ações de limpeza de praias, rios e mangues, com gestão dos resultados para melhoria contínua, com o objetivo de aprimorar a qualidade ambiental nas cidades e, consequentemente, proporcionar uma melhor qualidade de vida para as pessoas.

Saiba mais sobre o Plano de Combate ao Lixo no Mar.

Ascom MMA
(61) 2028-1227

 

 

Meio Ambiente e Clima