Notícias

Ministério do Meio Ambiente lança Floresta+ Carbono

Programa tem o maior potencial do mundo para gerar créditos de carbono e conservar florestas
Publicado em 01/10/2020 12h48 Atualizado em 19/11/2020 15h49
O Ministério do Meio Ambiente (MMA) instituiu nesta quinta-feira, dia 1º de outubro, a modalidade Floresta+ Carbono. Com isso, o MMA cria mais um instrumento para reconhecer, valorizar e incentivar o mercado de serviços ambientais em todo o território nacional.
 
A modalidade foi criada para que as empresas que não têm como reduzir parte de suas emissões de carbono possam compensá-las. O Floresta+ Carbono prevê a geração de créditos de carbono por meio da conservação e recuperação da vegetação nativa.
 
O lançamento é mais uma medida para o fortalecimento do pagamento por serviços ambientais. O papel do Governo Federal nesse processo é promover um ambiente de negócios favorável e efetivo, para dar segurança jurídica ao mercado de carbono florestal, tornando real o pagamento para quem preserva.
 
As florestas tropicais, em sua maioria conservadas em território brasileiro, são responsáveis por 55% dos estoques de carbono do mundo, o que coloca o Brasil numa posição privilegiada no mercado de serviços ambientais e de créditos de carbono.
 
O papel do Floresta+ Carbono é gerar alternativa de renda para os brasileiros que vivem na Amazônia e outros biomas. Só na Amazônia, região mais rica do Brasil em estoques de carbono, há mais de 20 milhões de brasileiros vivendo com o pior IDH do País. Levar alternativa de renda a essas pessoas é um dos eixos do Governo Federal para conservar a vegetação nativa.
 
 

Acesse aqui o Floresta+ Carbono.
 
 
Ascom MMA 
(61) 2028-1227