Notícias

PREMIAÇÃO

Inscrições do Prêmio Rodrigo são prorrogadas

Proponentes têm até 04 de outubro para inscrever ações. Quem já havia enviado, pode editar o formulário de inscrições.
Publicado em 20/08/2021 16h17 Atualizado em 20/08/2021 16h33
Banner_Site.jpg

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), autarquia federal vinculada à Secretaria Especial da Cultura e ao Ministério do Turismo, prorrogou até 4 de outubro o prazo para inscrições de ações na 34ª edição do Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade. Os proponentes que já haviam enviado ações podem editar o formulário de inscrição e acrescentar informações, se quiserem. As inscrições já realizadas continuam válidas.

O edital publicado em 21 de junho previa o encerramento das inscrições em 15 de agosto. Contudo, devido a uma falha pontual que fechou o sistema por algumas horas no último dia de inscrição, o prazo foi prorrogado por mais 45 dias, conforme aviso de licitação publicado no Diário Oficial da União desta sexta-feira, 20 de agosto.

Maior premiação no campo do Patrimônio Cultural, o Prêmio Rodrigo seleciona e reconhece doze ações de preservação do Patrimônio Cultural Brasileiro que mereçam registro, divulgação e reconhecimento público em razão da sua originalidade, vulto ou caráter exemplar.

Podem concorrer à premiação de R$ 20 mil reais ações desenvolvidas pelo poder público, cooperativas e associações formalizadas, redes e coletivos não formalizados, pessoas físicas, microempreendedor individual e microempresa. Fundações e empresas privadas poderão ser indicadas à menção honrosa, segmento no qual não há remuneração em espécie, mas confere certificação e selo do Prêmio Rodrigo 2021.

Novo cronograma

Além da data de inscrição, houve alteração em todo cronograma do concurso. Está previsto para 11 de outubro o resultado da habilitação das propostas, etapa na qual o Iphan confere se a ação inscrita está de acordo com os critérios do edital do prêmio. Após, as ações inscritas serão avaliadas, inicialmente, nas comissões estaduais, compostas por representantes das diferentes áreas culturais de cada estado e presididas pelos superintendentes. Iniciativas vencedoras na etapa estadual serão analisadas pela Comissão Nacional de Avaliação, formada pela presidência do Iphan e por 20 jurados que atuam nas áreas de preservação ou salvaguarda do Patrimônio Cultural.

O resultado da etapa estadual será divulgado em 10 de novembro. Já as doze ações vencedoras em nível nacional serão divulgadas até 17 de dezembro.

 

Mais informações: https://www.gov.br/iphan/pt-br/acesso-a-informacao/acoes-e-programas/premios/premio-rodrigo-melo-franco-de-andrade-1

 

Assessoria de Comunicação Iphan
comunicacao@iphan.gov.br
Adriana Araújo – adriana.araujo@iphan.gov.br
Letícia Maciel – leticia.vale@iphan.gov.br
(61) 2024-5512

www.gov.br/iphan/
ww.facebook.com/IphanGovBr
www.twitter.com/IphanGovBr
www.youtube.com/IphanGovBr

Cultura, Artes, História e Esportes