Notícias

EVENTO ONLINE

Centro de Folclore debate lugares de referência para povos indígenas

Encontro será transmitido pelo YouTube
Publicado em 28/04/2021 09h18
2021_CNFCP_UmDedoDeProsa_LugaresDeReferênciaParaPovosIndígenas

Cachoeira de Iauaretê, no Amazonas, e Tava Guarani, no Rio Grande do Sul., são foco dos debates.

O Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular (CNFCP) realiza na próxima quinta-feira, 29 de abril, mais uma edição do projeto Um Dedo de Prosa. Desta vez, o tema são os lugares de referência para povos indígenas. Os convidados são Nildo José Miguel Fontes, da etnia Tukano, e Patrícia Ferreira Pará Yxapy, da etnia Mbyá-Guarani. Diretor vice-presidente da Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro (FOIRN), Fontes vai falar sobre a 

A transmissão acontece entre 16h e 18h, pelo canal do CNFCP no YouTube. Unidade Especial do Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o Centro vem promovendo debates dentro da temática geral dessa série de edições do projeto: os 20 anos da política de reconhecimento do Patrimônio Imaterial, celebrados no ano passado. Os dois lugares abordados nas discussões são inscritos no Livro de Registro dos Lugares do Instituto, autarquia federal vinculada à Secretaria Especial da Cultura e ao Ministério do Turismo.

Considerada um lugar sagrado para as comunidades multiculturais locais, a Cachoeira de Iauaretê, também conheca como Cachoeira da Onça, simboliza episódios de guerras, perseguições, mortes e alianças descritos nos mitos de origem e em narrativas históricas dos povos indígenas da região. Localizada no município de São Gabriel da Cachoeira, é um lugar fundamental para os que habitam a região banhada pelos rios Uaupés e Papuri, compostos pelas etnias de filiação linguística Tukano Oriental, Aruak e Maku.

Já a Tava, situada em São Miguel das Missões, converge significados e sentidos atribuídos pela etnia Guarani Mbyá ao sítio histórico que abriga remanescentes da antiga Redução Jesuítico-Guarani de São Miguel Arcanjo. Na Tava se encontra uma “casa de pedra” que concretiza, de maneira paradigmática, a morada dos antigos, evocando ensinamentos fundamentais para viver de acordo com os princípios éticos do povo Guarani.

O Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular
Com atuação nacional, o CNFCP se dedica à pesquisa, documentação, difusão e execução de políticas públicas de preservação e valorização dos mais diversos processos e expressões da cultura popular. Criado em 1958, tornou-se em 2003 uma unidade especial do Iphan.

Serviço:
Um dedo de prosa
Tema: Lugares de referência para povos indígenas
Data: 29 de abril
Horário: 16h às 18h
Onde: Canal do CNFCP no YouTube

Mais informações para a imprensa
Cultura, Artes, História e Esportes