Semana Nacional da Educação Profissional e Tecnológica

A primeira Semana Nacional da Educação Profissional e Tecnológica, realizada entre os dias 23 a 25 de setembro, marca a celebração dos 112 anos do ensino profissional no Brasil. No dia 23 de setembro de 1909, por meio do Decreto nº 7.566, foram instituídas as 19 Escolas de Aprendizes Artífices que eram vinculadas ao Ministério da Agricultura, Indústria e Comércio, e é considerado o marco inicial da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica.

A trajetória da Educação Profissional e Tecnológica aponta o crescente valor estratégico para o desenvolvimento nacional que o ensino técnico e profissional adquiriu ao longo dos anos, resultante das transformações ocorridas durante este período de 112 anos. Atualmente, a oferta do ensino profissional perpassa diferentes níveis de ensino com a oferta de cursos técnicos de nível médio, cursos de qualificação profissional, cursos de graduação e cursos de pós-graduação. Com mais de 1,9 milhão de matrículas em todo o país, a oferta é realizada pela Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, redes estaduais de ensino e também pela rede distrital. Para conhecer mais sobre a Educação Profissional e Tecnológica clique aqui.

Este ano, o Governo Federal, por meio da Lei nº 14.139, de 16 de abril de 2021, instituiu o dia nacional da Educação Profissional e Tecnológica. A iniciativa oficializa uma importante data para essa modalidade educacional que prepara os estudantes para o exercício das profissões e para o mundo do trabalho.

Para celebrar mais um ano de oferta da educação que transforma muitas vidas, gerando mais oportunidades, renda e potencializando as chances de inserção em vagas de emprego, o Ministério da Educação lança, nesta data (23), um pacote de ações para o fortalecimento da Educação Profissional e Tecnológica dentro do Programa Novos Caminhos. Ao todo, estão sendo entregues 14 projetos que proporcionam a ampliação de matrículas, por meio do aumento da oferta de cursos, a formação técnica de jovens, adultos e profissionais da educação e o fomento a ações de inovação e empreendedorismo. Além disso, as entregas visam auxiliar na oferta de vagas de cursos de forma mais efetiva e estratégica, alinhada com as demandas dos setores produtivos. Com foco na gestão e resultados os projetos também trazem mais transparência, apresentando dados da Educação Profissional e Tecnológica que auxiliam na construção de políticas educacionais mais eficientes.