Notícias

Megaoperação do Ibama no Porto de Santos tem mais de 70 embarcações vistoriadas

Publicado em 06/02/2021 16h35 Atualizado em 06/02/2021 16h38

Operação atua em sinergia ao Plano de Combate ao Lixo no Mar, do Ministério do Meio Ambiente

Entre os dias 1º e 4 de fevereiro, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) deflagrou uma operação de fiscalização do descarte de resíduos de embarcações no Porto de Santos, SP. A ação está no escopo do Plano Nacional de Combate ao Lixo no Mar, lançado em 2019 pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA).

A chamada “Operação Descartes” no Porto de Santos teve como objetivo inibir o descarte de resíduos oriundos do processo de higienização das embarcações. As embarcações são responsáveis por cerca de 20% do lixo no mar, podendo gerar impactos irreversíveis ao meio ambiente.

Coordenada pela Superintendência do Ibama de São Paulo, por meio da Unidade Técnica de Santos, a ação vistoriou mais de 70 embarcações nos últimos três dias. Em terra foram abordados seis navios e vistoriadas duas agências de embarcações. Nas proximidades do Porto de Santos mais 22 navios foram abordados e aproximadamente 50 vistos em movimentação suspeita.

Os resíduos descartados no mar geram graves impactos à biodiversidade marinha, ameaçando diretamente a cadeia econômica local com a inibição do turismo náutico e de atividades relacionadas à pesca. Além dos problemas econômicos, a poluição no mar também provoca contratempos para os municípios, estados e governo federal, no âmbito da qualidade de vida da população, no que diz respeito à saúde e bem estar.

 

Combate ao Lixo no Mar

O Plano de Combate ao Lixo no Mar foi lançado pelo MMA em março de 2019 e contempla ações que vão desde a gestão de resíduos até mutirões de limpeza e recuperação de áreas contaminadas, objetivando melhor qualidade ambiental nas cidades e, consequentemente, melhor qualidade de vida para as pessoas.

Saiba mais sobre o plano de Combate ao Lixo no Mar.

 

 

Ascom MMA 
(61) 2028-1227