Notícias

Desporto Escolar

Jeb's serão retomados em 2021 e vão valer como seletiva para os Sul-Americanos Escolares

Voltada para estudantes de 12 a 14 anos, competição será realizada por meio de parceria entre a Secretaria Especial do Esporte e a Confederação Brasileira do Desporto Escolar
Publicado em 31/07/2020 18h25 Atualizado em 31/07/2020 18h39
31072020_jebs.jpeg

O ano de 2021 será marcado, para o desporto escolar, pela volta dos Jogos Escolares Brasileiros – JEB´s, tradicional competição estudantil iniciada no país na década de 1970 e que foi disputada até 2004, tendo revelado nesse período diversos atletas de destaque do Brasil. 

O desporto escolar sempre foi uma das nossas prioridades. A prática do esporte nas escolas traz diversos valores que queremos levar para as crianças no processo de formação de cidadãos mais conscientes"

Marcelo Magalhães, secretário Especial do Esporte do Ministério da Cidadania

O anúncio do retorno dos JEB´s foi feito nesta quinta-feira (30.07) pelo secretário Especial do Esporte do Ministério da Cidadania, Marcelo Magalhães, após acordo firmado com o presidente da Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), Antônio Hora Filho. 

“O projeto do retorno dos JEB´s vinha sendo discutido com a CBDE desde o início de junho, quando reunimos nossa equipe e a equipe do presidente Antônio Hora Filho em Brasília. Para nós, da Secretaria Especial do Esporte, é uma honra anunciar o retorno dos JEB´s, uma competição que foi tão tradicional e importante para o esporte brasileiro e que abriu as portas desse universo para milhares de estudantes nas décadas de 1970, 1980, 1990 e na primeira década do ano 2000”, afirmou Marcelo Magalhães. 

A estimativa é de que a competição envolva dez modalidades esportivas e mais de 4.800 atletas, 972 treinadores, 400 árbitros, 520 pessoas no comitê organizador, além de duas mil medalhas, 70 mil refeições e 180 horas de transmissão por streaming.

“Vamos trabalhar para que a edição de 2021 seja a maior da história da competição. O desporto escolar sempre foi uma das nossas prioridades. A prática do esporte nas escolas traz diversos valores que queremos levar para as crianças no processo de formação de cidadãos mais conscientes. É nas escolas que nascem os atletas que vão defender o Brasil e levar nosso país ao pódio em grandes competições mundiais, como Jogos Olímpicos, Jogos Paralímpicos, mundiais e Pan-Americanos. Acredito que é nossa obrigação fortalecer o desporto escolar cada vez mais e vamos atuar neste sentido”, seguiu o secretário Especial do Esporte. 

A cidade-sede do evento ainda não foi definida, mas a competição deverá ser disputada em Brasília ou no Rio de Janeiro, segundo Marcelo Magalhães. A estimativa é de que a edição 2021 dos JEB´s seja disputada no segundo semestre e que seja aberta a estudantes entre 12 e 14 anos. A competição servirá como seletiva para os Jogos Sul-americanos Escolares, que seriam realizados este ano no Brasil, mas que, devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), foram adiados para  dezembro do ano que vem, também no Brasil. 

Além de contemplar milhares de adolescentes em todo país, o acordo entre a Secretaria Especial do Esporte e a CBDE abrange ainda a pioneira Caravana do Desporto Escolar, que visa estimular a prática esportiva nas escolas, através de núcleos de iniciação esportiva promovidos pela CBDE nos estados. “Levaremos o esporte estudantil nacional a níveis de desenvolvimento jamais alcançados. Além de contribuir para a boa formação do cidadão, vamos garantir o surgimento de novas gerações de atletas olímpicos e paralímpicos”, afirmou Hora Filho. 

Levaremos o esporte estudantil nacional a níveis de desenvolvimento jamais alcançados. Além de contribuir para a boa formação do cidadão, vamos garantir o surgimento de novas gerações de atletas olímpicos e paralímpicos”

Antônio Hora Filho, presidente da Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Nos próximos dias, representantes da CBDE, da secretaria Especial do Esporte e do Comitê Olímpico do Brasil (COB), que organiza um outro evento escolar para a mesma faixa etária, devem se reunir para aprofundar detalhes do novo formato dos JEBs. 

Federações filiadas ao sistema CBDE já manifestaram apoio à decisão. Gileno Souto, presidente da Federação do Desporto Escolar do Rio Grande do Norte, afirmou que a medida impulsionará o esporte nas escolas. O presidente da Federação Regional do Desporto Escolar do Distrito Federal e Entorno, Jonas Figueredo, adotou o mesmo tom. "Vamos estimular cada vez mais a nossa base esportiva com ações pioneiras que visam fazer a diferença no futuro de nossas gerações”, afirmou.

As modalidades

O JEB´s terá disputa em quatro modalidades de quadra: futsal, vôlei, basquete e handebol, além de natação, judô, atletismo, tênis de mesa, xadrez e atletismo adaptado, para estudantes com deficiências. Segundo Hora Filho, a escolha das modalidades está alinhada com os esportes em disputa dos Jogos Sul-Americanos Escolares, uma vez que o JEB´s será seletiva para a competição continental. O presidente da CBDE ressaltou que isso não impede que outras modalidades façam parte dos JEB´s, como demonstração.

A titular da Secretaria Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social – SNELIS da Secretaria Especial do Esporte, a ex-nadadora olímpica Fabíola Molina, também ressaltou a importância do retorno dos JEB´s. “A atual gestão da Secretaria Especial se preocupa muito com o esporte de base e o desporto escolar é uma das atribuições da SNELIS. O retorno dos JEB´s vai movimentar todos os estados e os reflexos serão positivos para o país. Fortalecer o esporte escolar vai permitir uma nova dinâmica para o esporte brasileiro ao dar oportunidades aos atletas de base. Isso não só no processo de formação de uma nova geração, mas no crescimento de nossas crianças e adolescentes como cidadãos”, ressaltou a secretária.

Números e conceitos do Jeb’s de 2021 divulgados pela CBDE:

» Faixa etária: 12 a 14 anos 
» Funcionará como seletiva para o Sul-Americano Escolar (dezembro de 2021) 
» Previsão de dez modalidades esportivas
» 4.806 atletas 
» 6.200 passagens aéreas a serem distribuídas entre as 27 federações estaduais escolares 
» 972 treinadores 
» 400 árbitros 
» 37.907 diárias em hotel 
» 400 delegados 
» 520 pessoas no Comitê Organizador 
» 2.000 medalhas 
» 140 troféus 
» 70 mil refeições 
» 180 horas de transmissão em streaming 

JEB´s 

Em 1976, em consonância com a Lei n 6.251 de 1975 e com o Decreto 80.228 de 1977, os Jogos Estudantis Brasileiros dividiram-se em esporte escolar e universitário. Assim nasceram os Jogos Escolares Brasileiros (JEB´s), que se tornaram referência nacional até o ano de 2004.  As competições possibilitaram aos atletas escolares a oportunidade de vivenciar um intercâmbio esportivo nacional, onde colocaram em prática os valores do esporte e o espírito esportivo. 

Entre os objetivos dos JEB’s estavam: fomentar a prática do esporte escolar com fins educativos, possibilitar a identificação de talentos esportivos nas escolas; contribuir para o desenvolvimento integral do aluno como ser social, autônomo, democrático e participante, estimulando o pleno exercício da cidadania por meio do esporte; e garantir o conhecimento do esporte de modo a oferecer mais oportunidade de acesso à prática do esporte escolar. 

Edições anteriores: 

1976 - Porto Alegre (RS) 
1977 - Brasília (DF) 
1979 - Brasília (DF) 
1981 - Brasília (DF) 
1983 - Brasília (DF) 
1984 - Brasília (DF) 
1985 - São Paulo (SP) 
1986 - Vitória (ES) 
1987 - Campo Grande (MT) 
1988 - São Luís (MA) 
1989 - Brasília (DF) 
1990 - Brasília (DF) 
1991 - Presidente Prudente (SP) 
1992 - Blumenau (SC) 
1993 - Recife (PE) 
1994- Foz do Iguaçu (PR) 
2003- Brasília (DF) 
2004- Brasília (DF) 

Diretoria de Comunicação - Ministério da Cidadania, com informações da CBDE