Notícias

Desporto Universitário

Jogos Universitários Brasileiros 2021 são lançados oficialmente em Brasília

Solenidade contou com o ministro da Cidadania, João Roma, e o secretário Especial do Esporte, Marcelo Magalhães. Evento será em outubro, na capital federal, com 4,5 mil atletas na disputa de 25 modalidades
Publicado em 27/05/2021 15h29 Atualizado em 27/05/2021 15h34
27052021_joao_roma_1150.jpeg

O ministro João Roma durante o lançamento oficial dos JUB's. Foto: Júlio Dutra/Min. Cidadania

Uma solenidade no Palácio do Buriti, em Brasília, nesta quinta-feira (27.05), marcou o lançamento dos Jogos Universitários Brasileiros (JUB’s) 2021. A competição será na capital federal, entre os dias 10 e 18 de outubro, com 4,5 mil atletas de todas as Unidades da Federação na disputa de 25 modalidades. O ministro da Cidadania, João Roma, o secretário Especial do Esporte, Marcelo Magalhães, a secretária nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social, Fabíola Molina, o secretário nacional de Esporte de Alto Rendimento, Bruno Souza, e o coordenador-geral do Bolsa Atleta, Mosiah Rodrigues, estiveram presentes.

Precisamos incentivar e fortalecer a prática esportiva dentro de nossas escolas, que são a porta de entrada, e, depois, em nossas universidades e faculdades. Para que qualquer atleta ou praticante se mantenha no esporte, um elemento indispensável é a motivação. E não há melhor maneira de motivar alguém do que permitir que esse ou essa atleta possam sonhar em disputar uma competição de alto nível”

João Roma, ministro da Cidadania

“Precisamos incentivar e fortalecer a prática esportiva dentro de nossas escolas, que são a porta de entrada, e, depois, em nossas universidades e faculdades”, ressaltou João Roma em seu discurso. “Para que qualquer atleta ou praticante se mantenha no esporte, um elemento indispensável é a motivação. E não há melhor maneira de motivar alguém do que permitir que esse ou essa atleta possam sonhar em disputar uma competição de alto nível”, prosseguiu.

O evento tem como embaixadores três atletas consagrados internacionalmente, que estiveram presentes à solenidade de lançamento: Maurren Maggi, campeã olímpica em Pequim 2008 no salto em distância; Felipe Wu, vice-campeão olímpico no tiro esportivo nos Jogos Rio 2016, e a ginasta Daiane dos Santos, campeã mundial no solo em Anaheim, em 2003.

O trio tem história no esporte universitário. Maurren e Daiane conquistaram o ouro em edições da Universíade, a Olimpíada Universitária. Felipe Wu por pouco não subiu ao pódio, tendo terminado a competição em quarto lugar. “É uma honra estar em Brasília nesse momento que marca o lançamento dos JUB’s 2021. Como ex-universitária e educadora física de formação, fico contente de ver essa união, que só vai trazer mais valores para o esporte e para a educação brasileira”, afirmou Daiane dos Santos.

“Ser embaixadora dos JUB’s me permite estar em Brasília toda hora movimentado o esporte nacional. Para mim é um orgulho e uma honra continuar a trabalhar com o esporte”, reforçou Maurren Maggi.

A campeã mundial de ginástica artística Daiane dos Santos é uma das embaixadoras do evento. Foto: Júlio Dutra/Min. Cidadania
A campeã mundial de ginástica artística Daiane dos Santos é uma das embaixadoras do evento. Foto: Júlio Dutra/Min. Cidadania

Para o secretário Marcelo Magalhães, o esforço da Secretaria Especial do Esporte em inverter a pirâmide esportiva do país, uma das prioridades da gestão, passa, obrigatoriamente, pelo fortalecimento do desporto escolar e universitário. “Eu sempre disse que é preciso inverter essa pirâmide e fazer com que o desporto escolar e o universitário tenham protagonismo. É de nossas escolas que devem sair talentos para serem trabalhados no alto rendimento. E é no ensino superior que nossos estudantes devem ter no esporte um aliado no fortalecimento de suas personalidades e de suas profissões, já que os valores que o esporte transmite são importantíssimos não só para as competições, mas para a vida”, observou Marcelo Magalhães.

“Nós trabalhamos para os Jogos Escolares Brasileiros, os JEB’s, retornassem depois de um longo período de 17 anos de inatividade, e demos todo o apoio à Confederação Brasileira do Desporto Universitário, a CBDU, para a realização dos JUB’s 2021. Vamos continuar apoiando o esporte escolar e universitário e tenho a certeza de que os JUB’s serão um sucesso em Brasília”, seguiu o secretário do Ministério da Cidadania.

“Essa é a retomada do desporto universitário. Passamos um ano e quatro meses sem atividades presenciais. A CBDU entende esse momento que o Brasil e o mundo ainda vivem. Respeitamos bastante, mas, por outro lado, precisamos retomar as atividades e estamos lançando o maior evento do nosso calendário, os JUB’s. O secretário Marcelo tem falado muito que a prioridade é o desporto no ambiente educacional, no escolar e no universitário, e esse é o papel de nosso esporte universitário: formar o atleta, mas, principalmente, formar o cidadão com os valores do esporte”, frisou o presidente da CBDU, Luciano Cabral.

O evento em Brasília contou ainda com a participação do vice-governador do Distrito Federal, Paco Britto; do presidente da Câmara Legislativa do DF, Rafael Prudente; da secretária de Esporte do DF, Giselle Ferreira; e de outras autoridades, como Rogério Sampaio, diretor-geral do Comitê Olímpico do Brasil (COB). Atletas, técnicos, personalidades da história esportiva da capital e parlamentares também prestigiaram o lançamento.

Medalha que será distribuída nos Jogos Universitários Brasileiros 2021. Foto: Júlio Dutra/Min. Cidadania
Medalha que será distribuída nos Jogos Universitários Brasileiros 2021. Foto: Júlio Dutra/Min. Cidadania

Os JUB’s

A 68ª edição dos JUB’s tem números superlativos. A fase classificatória movimentará cerca de 90 mil atletas universitários de todo o país e, para a disputa da fase final, em Brasília, são esperados 6 mil pessoas – 4, 5 mil atletas e o restante formado por equipes técnicas, árbitros e outros profissionais de apoio.

A CBDU calcula que a competição movimentará 890 instituições de ensino superior de todo o Brasil. Mais de 16 mil bolsas de estudos na rede particular universitária serão concedidas a atletas que competem no evento. Os JUB’s 2021 serão disputados em 25 modalidades, entre esportes olímpicos, paralímpicos e eletrônicos. As competições ocorrerão em 20 locais espalhados pelo Distrito Federal.

Os 4,5 mil atletas disputarão medalhas nas modalidades acadêmico (de trabalhos acadêmicos), atletismo, badminton, basquete, futsal, handebol, Judô, caratê, wrestling, natação, taekwondo, tênis, tênis de mesa, voleibol e xadrez. No paradesporto haverá provas de atletismo, badminton, tênis de mesa e natação. Por último, os esportes eletrônicos terão competições nos seguintes jogos: LOL, FIFA, Clash Royale, Freefire, Poker e CS GO.

Luciano Cabral lembrou que a Confederação Brasileira do Desporto Universitário traçou planos para diversos cenários, a depender de como a pandemia se comporte no Brasil até outubro. “A CBDU trabalha em cima de um planejamento. Vivenciando a pandemia, que tem variáveis que se alteram diariamente e que mudam todo o contexto do país, temos planos para fazer os JUB’s em formato de bolha entre os atletas, para fazer com público, sem público, temos um plano testando todo mundo, um outro segmentando, com as pessoas que já estão vacinadas, enfim, traçamos vários cenários. Vamos nos abastecer de informações dos infectologistas e dos especialistas em segurança sanitária para que possamos tomar as melhores decisões”.

Diretoria de Comunicação – Ministério da Cidadania