Notícias

Desporto escolar

Campeã mundial e medalhista olímpica no taekwondo, Natália Falavigna se integra ao time de Embaixadores dos JEB's

Esportista é a 20ª integrante confirmada no grupo de personalidades do megaevento escolar agendado para o período de 29 de outubro a 5 de novembro, no Rio de Janeiro
Publicado em 08/04/2021 16h42 Atualizado em 08/04/2021 22h41


Existem currículos que falam por si. Campeã mundial júnior, universitária e adulta. Bronze nos mundiais de Jeju (2001), Pequim (2007) e Copenhagen (2009). Primeira medalhista olímpica da história do Brasil no taekwondo, com um bronze conquistado nos Jogos de Pequim, na China, em 2008, na categoria +67kg.  Protagonista de uma geração que levou o taekwondo à lista dos esportes olímpicos de destaque no Brasil, a paranaense Natália Falavigna é a 20ª integrante do grupo de personalidades esportivas escaladas como Embaixadores dos Jogos Escolares Brasileiros 2021. O megaevento vai reunir 6,2 mil atletas de 12 a 14 anos de 29 de outubro a 5 de novembro, no Rio de Janeiro. 

Acima do convite para mim, me deixa muito feliz ver que o taekwondo está entre as modalidades contempladas, que está nos planos da secretaria e que isso vai dar oportunidade a vários jovens atletas de verem a disseminação do nosso esporte"

Natália Falavigna, campeã mundial de taekwondo

"Eu me senti honrada com o convite da Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania. Principalmente pela lembrança do taekwondo. Acima do convite para mim, me deixa muito feliz ver que o taekwondo está entre as modalidades contempladas, que está nos planos da secretaria e que isso vai dar oportunidade a vários jovens atletas de verem a disseminação do nosso esporte", afirmou a ex-atleta, que atualmente é coordenadora técnica da Confederação Brasileira de Taekwondo. "Acho que isso mostra que o caminho, o suor, o trabalho que realizamos realmente teve frutos e a modalidade cresce como um todo e pode transformar a vida de muitas pessoas, como transformou a minha", completou Natália.

Além dela, o grupo de embaixadores dos JEB's conta com outras seis mulheres: a levantadora Fofão, campeã olímpica pela Seleção Brasileira em 2008, Helen Luz (campeã mundial e medalhista olímpica no basquete), Maurren Maggi (única brasileira campeã olímpica no atletismo, com o título no salto em distância, em 2008), Jacqueline Silva (campeã olímpica no vôlei de praia em 1996), Mayra Aguiar (bicampeã mundial no judô e duas vezes medalhista olímpica) e Flávia Saraiva (destaque da seleção de ginástica artística).

O elenco também reúne os craques do futebol Thiago Silva, Emerson Sheik e Zico, além da estrela do futsal Falcão. A lista contempla ainda Nenê Hilário (17 anos pela NBA), Sandro Dias, o Mineirinho (multicampeão no skate), Daniel Dias (14 ouros em Jogos Paralímpicos na natação), Arthur Zanetti (campeão olímpico na ginástica artística), Serginho e Giba (campeões olímpicos no vôlei), André Domingos (medalhista olímpico no atletismo), José Aldo (bicampeão do UFC) e Renzo Gracie (mestre em jiu-jitsu).

"Para nós é uma grande honra contar com a Natália Falavigna em nossa lista de embaixadores. O taekwondo brasileiro está em uma fase de grande crescimento e projeção internacional, e uma boa parte disso se deve à semente plantada e cultivada pela geração da Natália", afirmou o secretário especial do Esporte do Ministério da Cidadania, Marcelo Magalhães.

Geração promissora

Nos Jogos de Tóquio, o Brasil terá três atletas. Edival Marques, o Netinho (-68kg), Ícaro Miguel (-80kg) e Milena Titoneli (-67kg), todos com expressivos resultados internacionais e integrantes da categoria Pódio, a principal do programa Bolsa Atleta do Governo Federal.

"Tive o prazer de participar de uma geração com resultados internacionais expressivos e que fez com que o país olhasse para o taekwondo. Hoje, a gente vai chegar a Tóquio com três atletas com chances reais de medalha. Fora isso, temos uma equipe respeitada internacionalmente. É um processo que passa por uma boa administração, uma boa gestão, uma boa área técnica e um trabalho em conjunto", avalia Natália Falavigna. 

Para nós é uma grande honra contar com a Natália Falavigna em nossa lista de embaixadores. O taekwondo brasileiro está em uma fase de grande crescimento e projeção internacional, e uma boa parte disso se deve à semente plantada e cultivada pela geração da Natália"

Marcelo Magalhães, secretário especial do Esporte do Ministério da Cidadania 

Nos Jogos Escolares Brasileiros 2021, o taekwondo será disputado em cinco categorias de peso no masculino e outras cinco no feminino. Cada delegação pode enviar até dez atletas. As 27 Unidades da Federação confirmaram participação na modalidade.

"A cadeia completa do esporte não existe sem essa parte da prática esportiva pelo prazer, pela iniciação, por atrelar o esporte à educação, aos valores que ele pode ensinar para transformar nossa sociedade", comentou Falavigna. "Espero que esses meninos e meninas se preparem, que aproveitem essa oportunidade, esse momento mágico, e façam valer a pena. Grandes atletas passaram por esse caminho", completou.

Os JEB’s 2021

Os Jogos Escolares Brasileiros de 2021 terão disputas oficiais em 17 modalidades: atletismo, basquete, futsal, handebol, judô, vôlei, vôlei de praia, natação, tênis de mesa, xadrez, caratê, wrestling, ginástica artística, ginástica rítmica, badminton, ciclismo e taekwondo. Além disso, o evento contará com as seguintes modalidades demonstrativas: skate, escalada, dança, curling e polo aquático.

As 27 unidades da Federação já confirmaram presença nos JEB’s e a estimativa é de que 16 dos esportes do programa oficial tenham como palco o Parque Olímpico da Barra. O atletismo será em outro local porque não há pista oficial no Parque Olímpico. As alternativas são as instalações militares reformadas para os Jogos Rio 2016.

Do total de 17 modalidades oficiais, nove são seletivas para os Jogos Sul-Americanos Escolares, que serão disputados em Brasília, em dezembro deste ano: atletismo, basquete, futsal, handebol, judô, vôlei, natação, tênis de mesa e xadrez.

Os Jogos Escolares Brasileiros são organizados pela Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE), em parceria com a Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania, e contam com o apoio da Federação de Esportes Estudantis do Rio de Janeiro (FEERJ).

Diretoria de Comunicação - Ministério da Cidadania