Vida Saudável

Publicado em 17/12/2019 12h37 Atualizado em 22/12/2020 18h24

"É tempo de viver diferente!"

 

O Brasil vem sofrendo com as inúmeras transformações e consequências de um país em desenvolvimento. Com a tecnologia e a modernidade, passou-se a viver mais, com o desafio de refletir e promover políticas públicas voltadas para qualidade de vida do cidadão idoso ― a partir de 60 anos – incluindo pessoas com deficiência. Nesse sentido e com o objetivo de desenvolver uma proposta de política pública e social, o então Ministério do Esporte reconheceu em 2012 o Programa Vida Saudável, até então uma das vertentes do Programa Esporte Lazer pela Cidade PELC (tipo de núcleo).

O Programa Vida Saudável, na sua essência, visa oportunizar a prática de exercícios físicos, atividades culturais e de lazer para o cidadão idoso, estimulando a convivência social, a formação de gestores e lideranças comunitárias, a pesquisa e a socialização do conhecimento, contribuindo para que o esporte e o lazer sejam tratados como políticas públicas e direitos de todos.

Objetivo

  • Desenvolver ações voltadas para pessoas, predominantemente, a partir de 60 anos, nos núcleos de esporte recreativo e de lazer;
  • Estimular a intersetorialidade e a gestão participativa entre os sujeitos locais direta e indiretamente envolvidos;
  • Orientar entidades convenentes para estruturar e conduzir políticas públicas de lazer e de esporte para pessoas idosas, baseadas na educação popular;
  • Promover e estimular a formação continuada de gestores e agentes sociais de lazer e esporte recreativo, com vistas a intervir junto ao público idoso;
  • Incentivar a organização coletiva de eventos de lazer e esporte recreativo para envolver a população local;
  • Garantir a apropriação do direito ao lazer e ao esporte recreativo, reconhecendo e valorizando a cultura local.

A quem se destina?

O Programa tem como público-alvo predominantemente pessoas idosas (a partir de 60 anos) e pessoas com deficiência.

200 atendimentos por núcleo.

Quem pode solicitar?

Entes públicos (governos de estado, prefeituras e instituições públicas de ensino superior).

Como pleitear?

Por meio de edital de chamamento público para concorrer ao programa. O recurso também pode ser pleiteado por meio de emenda parlamentar.