Declaração Pré-Preenchida

Saiba como fazer uma declaração de imposto de renda pré-preenchida.
Publicado em 12/05/2021 15h45 Atualizado em 25/03/2022 09h09

Fazendo a sua declaração pela opção pré-preenchida você inicia com diversos campos já preenchidos. As informações de rendimentos, deduções, bens, direitos, dívidas e ônus reais são importadas da declaração do ano anterior, do carnê-leão e das declarações de terceiros, como fontes pagadoras, imobiliárias ou serviços médicos, por exemplo.

Como fazer?

Saiba como iniciar a sua declaração com várias informações pré-preechidas.

dirpf online

Pelo preenchimento online

  1. Acesse o e-CAC com sua conta gov.br;
  2. Clique em "Declarações e Demonstrativos";
  3. E "Meu Imposto de Renda";
  4. Clique em "Preencher declaração online" e no ano;
  5. Clique em "Iniciar Declaração"; e
  6. Escolha a opção "Pré-Preenchida".
dirpf mobile

Pelo celular ou tablet

  1. Acesse o app e entre com sua conta gov.br;
  2. Toque sobre o cartão com o ano da sua declaração;
  3. Toque em "Iniciar Declaração"; e
  4. Escolha a opção "Pré-Preenchida".
dirpf pgd

Pelo programa de computador

  1. Abra o programa;
  2. Entre com sua conta gov.br;
  3. Clique na aba "Nova"; e
  4. "Iniciar declaração a partir da pré-preenchida".

Mas de onde vem?

Entenda de onde surgem as informações pré-preechidas na sua declarção.

As informações são importadas da base de dados da Receita Federal, que tem como origem as informações apresentadas pelo próprio contribuinte, na declaração do ano anterior e declarações auxiliares (como o carnê-leão), e por outras pessoas em outras declarações.

Exemplos:

  • empregadores (fontes pagadoras), que enviam a Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte (Dirf);
  • imobiliárias, que enviam a Declaração de Informações sobre atividades Imobiliárias (Dimob);
  • prestadoras de serviços de saúde, que enviam a Declaração de Serviços Médicos (DMED);
  • outros prestadores de serviço, que apuram o Carnê-Leão...

É importante entender que a sua declaração só vai importar os dados se as fontes enviarem as informações. Algumas divergências ou ausências de informação podem acontecer se as fontes não entregaram a declaração ou precisaram corrigi-las por algum motivo. Por isso, nos primeiros dias de entrega é possível que nem todos os campos sejam pré-preenchidos.

E lembre-se! É de inteira responsabilidade do contribuinte a verificação da correção de todos os dados preenchidos na declaração, devendo realizar as alterações, inclusões e exclusões das informações necessárias, se for o caso.

Informações de dependentes

A partir de 2021, também é possível obter as informações pré-preenchidas dos dependentes. Para isso, o dependente deve passar uma procuração digital para o titular da declaração antes de baixar as informações.

Evolução da Pré-Preenchida

Desde 2014 a pré-preenchida está disponível para quem tem certificado digital. Ela podia ser feita pelo preenchimento online ou baixando um arquivo no e-CAC e importando pelo programa da declaração.

Em 2020, a Receita Federal adicionou a opção diretamente no programa. Na aba "Nova", bastava clicar o botão "Iniciar Declaração a partir da Pré-Preenchida", mas manteve-se a necessidade de usar certificado digital para baixar os dados.

Em 2021, passou a ser possível fazer a declaração pré-preenchida acessando o e-CAC com a conta gov.br de nível prata ou ouro.

A partir de 2022, todos os contribuintes podem fazer a pré-preenchida, em qualquer plataforma (online, app ou programa), entrando com a conta gov.br de nível prata ou ouro.