Organismos internacionais

Publicado em 18/01/2021 17h08

Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE)

No âmbito da OCDE, o Inep participa do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa) desde o início da aplicação, em 2000. O mesmo ocorre com Pesquisa Internacional sobre Ensino e Aprendizagem (Talis), aplicada no Brasil desde 2008. A adesão do Inep ao Programa de Indicadores dos Sistemas Educacionais Nacionais (Ines) ocorreu em 2006 e por meio dele o Inep participa, anualmente, do Education at a Glance (EaG). O Inep também expandiu sua atuação na OCDE, passando da condição de convidado (invitee) para de participante (participant) no Centro de Pesquisa e Inovação Educacional (Ceri), em paralelo com a participação do Ministério da Educação (MEC) no Education Policy Committe (EDPC).

Associação Internacional de Avaliação do Rendimento Escolar (IEA)

O instituto também é membro da IEA. Desde 2019, o Inep faz parte do Estudo Internacional de Progresso em Leitura (PIRLS). Em 2020, o Brasil teve sua primeira participação na assembleia geral desta organização internacional. Foi também em 2020 que se oficializou a participação brasileira no International Civic and Citizenship Education Study (ICCS). Atualmente, o Inep encontra-se em vias de aderir ao Trends in International Mathematics and Science Study (TIMSS).

Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco)

No âmbito da Unesco, o Inep participa de vários programas internacionais, dentre os quais, o Estudo Regional Comparativo e Explicativo (Erce), realizado pela Oficina Regional de Educação da Unesco para América Latina e Caribe (Orealc/Llece), e o acompanhamento da Agenda 2030, com o acompanhamento de um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Igualmente, o Inep realiza projetos em parceria com o Instituto de Estatística da Unesco (UIS), a Aliança Global para o Monitoramento da Aprendizagem (GAML) e o Instituto Internacional de Planejamento Educacional (IIPE), pelo qual o Inep capacita servidores no Programa Regional de Formação em Planejamento e Gestão de Políticas Educacionais.

Organismos internacionais regionais

No âmbito do Mercado Comum do Sul (Mercosul), por meio do Setor Educacional do Mercosul (SEM), o Inep participa de quatro grupos de trabalho: a Rede de Agências Nacionais de Acreditação (Rana); com o Sistema de Acreditação Regional de Cursos de Graduação do Mercosul e Estados Associados (Arcu-Sul); o Comitê Técnico de Avaliação (CTA); a Comissão Ad Hoc de Terminologia (CAHT), que faz a gestão do Banco de Dados Terminológicos do Setor Educacional do Mercosul; e o Grupo de Trabalho de Indicadores (GTI), pelo qual são comparados os Indicadores Educacionais do Mercosul.

Outra importante parceira é a Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), no âmbito da qual o Inep participa por meio da representação de peritos nacionais e pontos focais dentro da instituição. Os Indicadores Educacionais da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa são acompanhados pelo Brasil desde o início, em 2016, por meio dos Peritos Nacionais das Estatísticas. 

No que se refere à Organização dos Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI), o Inep participa do Conselho Reitor e do Conselho Assessor das Metas. O instituto integra, ainda, a Rede Ibero-americana para Acreditação da Qualidade da Educação Superior (Riaces).