Notícias

Defesa Civil Nacional confirma chegada de mais duas aeronaves para apoio aos municípios atingidos pelas chuvas na Bahia

Uma terceira aeronave deve chegar até esta segunda-feira (27). Até o momento, mais de R$ 19 milhões já foram disponibilizados pela Defesa Civil Nacional para ações de resposta ao desastre natural e reconstrução de infraestrutura danificada
Publicado em 26/12/2021 20h34 Atualizado em 26/12/2021 20h37
DEFESA CIVIL NACIONAL.png

Após a criação de uma operação conjunta e a instalação de uma base de apoio em Ilhéus, no sul da Bahia, a Defesa Civil Nacional, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), confirmou a chegada de duas aeronaves à cidade para apoiar os municípios afetados pelas fortes chuvas na região para o transporte de pessoas, insumos e retirada de moradores de áreas isoladas. Uma terceira aeronave já foi requisitada para integrar a operação e deve chegar até esta segunda-feira (27).

Além disso, a Defesa Nacional Civil promoveu, ao longo deste domingo (26), uma série de reuniões com a presença do secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, coronel Alexandre Lucas, para definir as medidas e estratégias a serem adotadas e a divisão das equipes. “Já estamos reunidos com a Defesa Civil da Bahia na base da operação, em Ilhéus, para ativação do Sistema de Comando de Operações (SCO), que é um protocolo de gestão de emergências utilizado em cenários complexos”, explicou o secretário.

Até o último relatório divulgado pelo Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), 33 municípios reportaram ocorrências relacionadas a riscos hidrológicos (alagamento, inundação e enxurrada) em virtude da chuva intensa que teve início no dia 23 de dezembro. A maior parte das cidades já havia sido afetada pelas fortes chuvas do final de novembro.

Os municípios afetados são: Alcobaça, Belo Campo, Caatiba, Coaraci, Dário Meira, Gandu, Guaratinga, Ibicaraí, Ibicuí, Ibipeba, Iramaia, Itabuna, Itagimirim, Itajuípe, Itambé, Itapé, Itapitanga, Itaquara, Itororó, Jequié, Jiquiriçá, Manoel Vitorino, Maracás, Medeiros Neto, Milagres, Mirante, Pau Brasil, Poções, Salvador, Teixeira de Freitas, Teolândia, Ubaíra, Wenceslau Guimarães.

De acordo com a Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec), até o momento, os números de danos humanos são:

• Desabrigados: 16.001
• Desalojados: 19.580
• Desaparecidos: 2
• Feridos: 288
• Óbitos: 18
• Outros afetados: 403.869
• Abrigos ativos: 50

Até o momento, cerca de R$ 19 milhões já foram disponibilizados pela Defesa Civil Nacional para ações de resposta ao desastre natural e reconstrução de infraestrutura danificada. Toda liberação de recursos ocorre após a apresentação do Plano de Trabalho dos municípios por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2iD). A ida das equipes da Defesa Civil Nacional para a Bahia tem o propósito de ajudar, também, nesse processo.