Notícias

Acordo de cooperação deve aumentar proteção da PI no Espírito Santo

Publicado em 28/04/2021 13h39 Atualizado em 28/04/2021 13h51

O INPI e o Instituto Federal do Espírito Santo (IFES) deram mais um passo em sua parceria de longa data e firmaram um acordo de cooperação técnica, que prevê atividades conjuntas para disseminar a cultura de inovação, proteção à propriedade industrial e comercialização desses ativos intangíveis no estado. Também contempla a instalação da unidade regional do INPI no espaço físico do IFES, o que vai reforçar o trabalho a ser realizado. 

O acordo foi marcado por uma cerimônia on-line, no dia 27 de abril. No evento, o presidente do INPI, Cláudio Vilar Furtado, destacou a alta criatividade do IFES e seu potencial de gerar inovações. Capixaba, Furtado mencionou ter constatado o desenvolvimento do Espírito Santo nos últimos anos e acredita que as atividades de inovação e PI têm a mesma oportunidade de crescer. Como exemplo, ele apontou que as ações na área conduzidas pela Universidade de Campina Grande tornaram a Paraíba um dos principais depositantes nacionais de patentes no INPI. 

O coordenador-geral de Disseminação para Inovação do INPI, Felipe Melo, acrescentou que o acordo entre INPI e IFES é um marco no ecossistema de inovação local e irá atender ao objetivo da Estratégia Nacional de PI de incentivar o aumento da proteção da propriedade industrial no Brasil. 

Para o reitor do Instituto Federal, Jadir José Pela, a cooperação entre as duas instituições "vai colocar o IFES em outro patamar", permitindo intensificar a interface com as empresas locais para gerar e proteger inovações. Ele aproveitou para dar a notícia de que foi encaminhada a cessão, ao IFES, de uma área de galpões com 23 mil metros quadrados, localizados em Jardim da Penha (Vitória/ES), onde será estruturado um centro de inovação. 

O acordo com o INPI também dará suporte às ações programadas para esse novo espaço. Afinal, como comentou o pró-reitor de extensão do IFES, Renato Tannure Rotta de Almeida, a PI organiza as relações entre instituições e pessoas na criação de conhecimentos e produtos. 

Essa ideia foi bem ilustrada pela fala de Fabio Stallivieri, assessor especial da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (EMBRAPII). Ele contou que o acordo de cooperação entre EMBRAPII e INPI resultou em um levantamento dos clusters da saúde no Brasil, que embasou a prospecção de diversas parcerias com empresas. Além disso, a trabalho de mentoria oferecido pelo INPI aos especialistas da EMBRAPII “está formando capital humano de elevada qualidade” e está ampliando a proteção da propriedade industrial pela instituição.

Assista ao vídeo completo da cerimônia de lançamento da cooperação INPI-IFES.