Cadeia de Valor

Publicado em 11/01/2021 17h00 Atualizado em 12/01/2021 17h40

Clique aqui para acessar a Cadeia de Valor da Antaq na íntegra

Elaborada ao final de 2018, a Cadeia de Valor serve como modelo de negócios da Antaq para demonstrar os resultados a serem alcançados pela Agência, tanto para o público interno quanto para o público externo.

Como ferramenta de gestão, a Cadeia de Valor da Antaq mostra o conjunto de processos realizados pela Agência e os valores entregues para a sociedade e para o setor regulado. Essa representação gráfica contém todos os processos de negócio e serviços oferecidos pela Agência e dispostos em apenas um documento, fornecendo assim uma visão ampla do seu funcionamento. Além de reforçar o foco na geração de valor público - orientando a Agência à entrega de melhores serviços -, aprimora a análise das dificuldades e a identificação das oportunidades e pontos de mudança na estrutura organizacional.

O entendimento dos valores e dos processos dispostos na Cadeia de Valor auxiliam os cidadãos a compreender os serviços e os beneficiários alcançados. Em razão da importância desse modelo de negócio como instrumento de gestão, a Agência instituiu uma unidade organizacional específica para gerir a Cadeia de Valor e suas atualizações, bem como a gestão e remodelagem de seus processos organizacionais, denominada Coordenadoria de Gestão de Processos Organizacionais (CGP).

Os processos organizacionais geridos pela Agência podem ser separados em dois grandes grupos. O primeiro grupo de processos composto por quatro macroprocessos estão destacados pela cor verde, e os impactos de seus resultados repercutem diretamente no alcance dos valores que a Antaq busca atingir, conforme exibido no arquivo disponível no link ao final deste texto.

O macroprocesso de Normatização e Orientação do Setor Regulado possui dois processos que o auxiliam: “gerir instrumentos regulatórios e acompanhar regulação” e o “acompanhar e avaliar desempenho da Gestão Ambiental”. Os valores almejados por eles são “harmonizar interesses dos usuários e do setor regulado” e “promover eficiência e qualidade da gestão ambiental no transporte aquaviário”, respectivamente.

Normatização e orientação do setor regulado

O macroprocesso de Gestão de Outorgas dispõe de três processos: “analisar autorização de instalações portuárias e registrar instalações de apoio ao transporte aquaviário”; “analisar Outorgas de exploração de portos organizados” e “outorgar navegação e afretamento”. Todos esses processos destinam-se a “promover infraestrutura e eficiência no transporte aquaviário”.

Gestão de outorgas

O macroprocesso de Fiscalização abrange quatro processos: “planejar a fiscalização”, “realizar fiscalização”, “executar processo sancionador” e “articular e coordenar ações de fiscalização”. Como valor, espera-se “assegurar prestação de serviços adequados”.

FiscalizaçãoO macroprocesso de Produção de conteúdo aquaviário é composto por dois processos: “desenvolver estudos temáticos do setor aquaviário” e “prover dados e informações do mercado regulado”. Ambos destinam-se a “produzir subsídios para aperfeiçoamento do setor aquaviário”.

Produção de conteúdo aquaviário

O outro grupo de processos da Cadeia de Valor reúne o macroprocesso Estratégia, Gestão e Suporte. Grande parte dos resultados vinculados aos processos desse grupo auxiliam ou dão suporte aos macroprocessos citados acima para que possam ser executados com excelência. Em outras palavras, a pesar de não realizarem serviços diretamente ao setor regulado e à sociedade na maioria das vezes, os seguintes processos são fundamentais para a Antaq conseguir funcionar diariamente: “controle Institucional”; “desenvolvimento organizacional”, “relações institucionais e comunicação”; “orçamento e finanças”; “gestão de pessoas”; “tecnologia da informação”; “administração e logística” e “gestão da informação”.

Estratégia, gestão e suporte