Arquivo e documentação

Publicado em 10/11/2020 16h46 Atualizado em 13/07/2021 17h57

Pesquisa nos arquivos

A pesquisa no acervo documental do Itamaraty requer agendamento prévio e disponibilidade na grade de atendimento. A pesquisa é gratuita e aberta ao público em geral.

A Seção de Arquivo Histórico (SAH) do Ministério das Relações Exteriores em Brasília (telefone +55 61 2030-6727), em conjunto com o Centro de História e Documentação Diplomática do Itamaraty no Rio de Janeiro, têm sob sua responsabilidade a custódia, gestão e divulgação do acervo arquivístico da diplomacia brasileira.

 

O Acervo

A documentação produzida a partir de 1959 encontra-se nos Arquivos do Itamaraty em Brasília.

A documentação produzida até 1959 encontra-se, com raras exceções, no Arquivo Histórico do Itamaraty no Rio de Janeiro.

 

Solicitação de Pesquisa no Arquivo Histórico do Itamaraty no Rio de Janeiro

As pesquisas à documentação no Arquivo Histórico no Rio de Janeiro deverão ser solicitadas diretamente ao Arquivo Histórico:

+55 (21) 2253-5720

.

 

Solicitação de Pesquisa nos Arquivos em Brasília

Deve ser solicitada por meio do “Formulário para solicitação de Pesquisa aos Arquivos”.

O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, de 9h a 13h e de 14h a 18h.

Para demais informações ou dúvidas, contate a Coordenação-Geral de Documentação Diplomática:

+55(61)2030-9278

 

Pesquisa nos arquivos

A pesquisa nos Arquivos do Itamaraty é gratuita e aberta ao público em geral, sendo necessário agendamento e disponibilidade prévia. Da solicitação deverá constar:

  • Período histórico a ser pesquisado (meses e anos).
  • Tipos de documentos que serão objetos da pesquisa: Telegramas, Despachos Telegráficos, Ofícios, Memorandos, Notas Verbais etc.
  • Posto(s): informar Embaixadas, Consulados, Missões e/ou Delegações cujos documentos serão consultados.
  • Grau de sigilo dos documentos desejados.

A documentação entre 1970 e 1989 encontra-se microfilmada. A leitora de microfilmes está disponível para uso do público, igualmente mediante agendamento prévio.

A solicitação de acesso às informações será avaliada observando-se as disposições legais sobre o acesso à documentação classificada, quando for o caso. Qualquer consulta a documentação originalmente sigilosa – ainda que, por decurso de prazo e à luz da Lei de Acesso à Informação, tenha perdido seu sigilo – deverá ser prévia e expressamente solicitada pelo pesquisador.

Após aprovação da solicitação, o pesquisador será contatado para agendamento da data de visita aos arquivos, estando a permanência fixada em até uma semana (cinco dias úteis) em razão da grande demanda externa e interna.