Notícias

Assistência

Alcançada a marca de 700 mil cestas de alimentos distribuídas para populações indígenas

Ação contribui com o isolamento social das comunidades ao reduzir a necessidade de deslocamento das populações para as cidades
Publicado em 09/06/2021 18h14 Atualizado em 09/06/2021 18h26
Funai alcança a marca de 700 mil cestas de alimentos distribuídas para populações indígenas

Funai distribuiu cerca de 15 mil toneladas de alimentos para assegurar a segurança alimentar das comunidades indígenas. - Foto: Divulgação/Funai

A Fundação Nacional do Índio (Funai) alcançou a marca de 700 mil cestas básicas entregues a indígenas de diferentes regiões do País. A medida busca assegurar a segurança alimentar das populações e reduzir a necessidade de deslocamentos para fora das aldeias. Ao todo, foram distribuídas cerca de 15 mil toneladas de alimentos desde o início da pandemia da Covid-19.

As cestas foram obtidas com recursos próprios, doações e adquiridas com recursos do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) e do Ministério da Cidadania. Em diversas entregas, a Funai contou com o apoio de parceiros como o Exército e a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Para reforçar a adoção de medidas preventivas, a Funai realizou, também, a entrega de 221 mil kits de higiene e limpeza a diferentes populações. Ao todo, a Fundação já destinou cerca de R$ 47,5 milhões para ações preventivas de combate à doença, como suporte de barreiras sanitárias e ações de etnodesenvolvimento.

Confira as principais ações da Funai no combate à Covid-19:

- R$ 47,5 milhões investidos em ações preventivas;

- 700 mil cestas básicas entregues a indígenas (recursos próprios, doações e itens adquiridos com recursos do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos e Ministério da Cidadania);

- 221,2 mil kits de higiene e limpeza distribuídos a indígenas de todo o país;

- R$ 18 milhões investidos em etnodesenvolvimento;

- Criação da Central de Atendimento da Funai à Covid-19;

- Campanha Empresa Solidária;

- Suspensão das autorizações para ingresso em Terras Indígenas;

- Suporte a 300 barreiras sanitárias;

- R$ 17,2 milhões investidos em cerca de 500 ações de fiscalização em Terras Indígenas;

- 200 mil itens de EPIs enviados às unidades descentralizadas; 

Com informações da Fundação Nacional do Índio