Conheça o ministro

Publicado em 28/11/2019 14h55 Atualizado em 09/03/2020 14h55

Ministro-Walter-Souza-Braga-Netto.jpg

Walter Souza Braga Netto é mineiro de Belo Horizonte, ingressou no Exército em 1975, na Academia Militar das Agulhas Negras, tendo sido declarado Aspirante-a-Oficial da arma de Cavalaria, na turma de 1978.

Além de todos os cursos regulares da vida castrense, realizou o curso de instrutor da Escola de Educação Física do Exército e o Curso de Operações na Selva. Possui mestrado em operações militares e doutorado em aplicações, planejamento e estudos militares, este último pela Escola de Comando e Estado-Maior do Exército. Possui, ainda, outros cursos de pós-graduação lato sensu pela Fundação Getúlio Vargas e pela Escola Nacional de Administração Pública.

Comandou o 1º Regimento de Carros de Combate, sediado à época na cidade do Rio de Janeiro.

Como oficial superior, exerceu funções no Estado-Maior da 12ª Região Militar, em Manaus, no Gabinete do Comandante do Exército, no Ministério da Defesa e na Secretária de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, sendo um dos gerentes da implantação do Programa de Proteção da Amazônia (SIPAM/SIVAM), em Brasília. Chefiou, também, o Estado-Maior da 5ª Brigada de Cavalaria Blindada e a Seção de Inteligência do Comando Militar do Leste.

No exterior, exerceu as funções de Observador Militar na Autoridade Transitória das Nações Unidas no Timor-Leste; Adido de Defesa e do Exército junto à embaixada do Brasil na Polônia e Adido do Exército junto às embaixadas do Brasil nos Estados Unidos e no Canadá.

Como oficial-general, foi o Chefe do Estado-Maior do Comando Militar do Oeste, Campo Grande-MS; Coordenador Geral da Assessoria Especial para os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos RIO 2016, cargo no qual coordenou, simultaneamente, as obras olímpicas em área militar e o emprego das tropas federais visando à segurança dos jogos. Posteriormente, comandou a 1ª Região Militar e, após sua promoção ao último posto em 31 de julho de 2016, foi nomeado Comandante Militar do Leste, sendo responsável operacional pela área abrangida pelos Estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo.

Entre 16 de fevereiro e 31 de dezembro de 2018, por força de decreto presidencial, exerceu, cumulativamente, o cargo de Interventor Federal na área da Segurança Pública no Estado do Rio de Janeiro.

Chefiou o Estado-Maior do Exército no período de 31 de março de 2019 a 13 de fevereiro de 2020.

Posse na Casa Civil da Presidência da República: 18/02/2020