Recursos Genéticos

RECURSOS GENÉTICOS PARA A ALIMENTAÇÃO E AGRICULTURA


O QUE SÃO RECURSOS GENÉTICOS

“Os recursos genéticos são as espécies animais, vegetais e microbianas, aquáticas e terrestres, de valor econômico, científico, social ou ambiental, seja este valor atual ou potencial. Essas espécies são de grande importância, pois constituem a base biológica da segurança alimentar mundial e, direta ou indiretamente, apoiam a vida e os meios de subsistência de cada ser humano. Os recursos genéticos detêm a variabilidade genética necessária para evitar a fome e as perdas econômicas em decorrência de intempéries climáticas, doenças e pragas que se apresentam como desafios para a humanidade. Eles são a matéria-prima para programas de melhoramento que visam ao aumento da produtividade e da qualidade na agricultura, pecuária, silvicultura e pesca, e à produção de novas cultivares, raças, medicamentos e outros bens de consume” (Embrapa, 2019).

AÇÕES DO MAPA SOBRE OS RECURSOS GENÉTICOS PARA ALIMENTAÇÃO E AGRICULTURA

A conservação de recursos genéticos é uma atividade estratégica para a sustentabilidade da agricultura de uma nação e sua cultura alimentar e apresenta grande relevância para o Brasil, um país megadiverso e que tem no agronegócio um dos alicerces do seu desenvolvimento. Basta notar que os sucessivos saltos observados na produção agropecuária foram viabilizados, em grande parte, pela capacidade da pesquisa nacional de incorporar e utilizar os recursos genéticos para a alimentação e agricultura.

Conservar, caracterizar e usar a diversidade genética de plantas, animais e microrganismos na alimentação e na agricultura, sejam estes nativos ou exóticos, vem garantindo as opções para responder aos desafios atuais e futuros, permitindo a produção de alimentos para a crescente população mundial e contribuindo para a redução da pobreza e a garantia da segurança alimentar em nível global.

No Brasil, diversas instituições de pesquisa federais, estaduais e municipais, públicas e privadas, além de comunidades tradicionais, populações indígenas e agricultores familiares, vem desenvolvendo atividades de introdução, coleta, intercâmbio, caracterização, conservação, documentação e informação em recursos genéticos no país, englobando espécies vegetais nativas e exóticas, além de raças animais e microrganismos. Estas atividades têm como objetivo aumentar a variabilidade dos recursos genéticos, de forma a suprir os programas de melhoramento com germoplasma necessário para o desenvolvimento de novas variedades de plantas, raças animais, produtos e processos microbiológicos, além de conservar esse material a longo prazo para uso futuro.

A bioeconomia mundial e as potencialidades da biodiversidade brasileira demonstram que os esforços para a organização e gestão dos bancos de germoplasma devem ser contínuos e crescentes. Envidar esforços em ações de conservação e disponibilização de recursos genéticos aumenta a segurança alimentar, nutricional, tecnológica e a garantia de sustentabilidade da agricultura brasileira, impactando positivamente, inclusive, na segurança nacional. O Brasil é um grande protagonista no agronegócio mundial e para manter esta condição, garantindo a produção de alimentos e contribuindo para a segurança alimentar e demais usos, é necessário construir uma base sólida de conservação e uso sustentável dos recursos genéticos.

A equipe que atua na temática de Recursos Genéticos no MAPA vem, nesse sentido, atuando por meio de ações concretas, na construção de políticas e de capacidades com foco na conservação e uso sustentável dos recursos genéticos para alimentação e agricultura, contribuindo para a segurança alimentar, nutricional e tecnológica do país e para a sustentabilidade da agropecuária brasileira.

Lei da Biodiversidade

1.png

ALELO

Compromissos Internacionais

Informes Nacionais

Consulta Pública

5.png

Consultas públicas

Portaria SDI nº 1 de 06/01/2020 – Política Nacional de Recursos Genéticos para a Alimentação e Agricultura – PNRGAA

Publicado 14/01/2020 08h56, última modificação 14/01/2020 09h01

Notícias

Unidade Mista de Pesquisa do Cacau reúne experiência e tecnologia para alavancar produção nacional

Nova unidade é resultado da parceria entre Ceplac e Embrapa, com investimentos de R$ 4,7 milhões em quatro linhas de pesquisa

Brasil e Argentina solucionam pendências do comércio de produtos agropecuários

A ministra Tereza Cristina e o ministro Luis Basterra reuniram-se, em Brasília, nesta terça-feira (9)

Mapa e MCTI serão parceiros na implantação da Plataforma Nacional de Recursos Genéticos para Alimentação e Agricultura

A previsão é que a plataforma seja lançada em junho deste ano

Amazônia e Cerrado receberão R$ 2 milhões para projetos da bioeconomia

Parceria entre Mapa e Embrapa visa aprimorar as práticas desempenhadas nos sistemas e cadeias produtivas da sociobiodiversidade e extrativistas

Publicações

Esta coleção não possui nenhum resultado.