Notícias

Recursos hídricos

Abertas as comportas do Eixo Norte para o Cinturão das Águas do Ceará

Ação visa garantir água para abastecimento da Região Metropolitana de Fortaleza e permitir testes nos reservatórios Jati e Castanhão
Publicado em 01/03/2021 15h55
Eixo Norte

O Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco possui 260 quilômetros de extensão, três estações de bombeamento (EBI 1, 2 e 3), 15 reservatórios, oito aquedutos e três túneis. - Foto: Divulgação/MDR

Foram liberadas, nesta segunda-feira (1), as águas do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco para O Cinturão das Águas do Ceará (CAC). A abertura das comportas tem dois objetivos principais: garantir água para abastecimento da Região Metropolitana de Fortaleza e permitir testes na estrutura da CAC entre os reservatórios Jati e Castanhão. Até o momento, o Governo Federal já repassou R$ 1,18 bilhão para o CAC, que tem 65,41% de execução da obra.

A solicitação feita pelo Governo do Ceará visa garantir a segurança hídrica para o abastecimento de aproximadamente quatro milhões de pessoas da Região Metropolitana de Fortaleza. De acordo com dados apresentados pela gestão local, o Ceará conta apenas com 13,8% do volume disponível do Sistema Integrado Jaguaribe. Desde agosto de 2020, o Reservatório Jati tinha água disponível para a realização dos testes.

Os primeiros testes no CAC ocorreram em agosto de 2020. Nesta nova etapa, de acordo com o planejamento estadual, com uma vazão de 12 mil litros de água por segundo, as águas sairão do reservatório Jati pela estrutura do CAC, chegarão ao leito do Riacho Seco e depois passarão pelo Rio Batateiras, que desce do Crato. Na sequência, passam pelo Rio dos Porcos, que as levará até o Rio Salgado, desaguando no Rio Jaguaribe até chegar ao reservatório Castanhão, que abastece a capital cearense e cidades próximas.

Com informações do Ministério do Desenvolvimento Regional