Notícias

Saúde indígena

Novo reforço no combate à Covid-19 chega a aldeias indígenas

Ação conjunta visa intensificar a assistência com a oferta de atendimento médico especializado, testagem e envio de insumos
Publicado em 16/09/2020 11h31
Combate à Covid-19 chega a aldeias indígenas

Serão 21 dias de ação, dividido em três fases, que vão envolver as equipes dos Ministério da Saúde e das Forças Armadas - Foto: Divulgação/Ministério da Saúde

Os Ministérios da Saúde, por meio da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), e do Ministério da Defesa iniciaram, nesta semana, uma operação conjunta no Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) no Maranhão (MA) com o objetivo de intensificar a assistência nas aldeias com a oferta de atendimento médico especializado, testagem para a Covid-19 e envio de medicamentos e insumos. Os envios irão abastecer as unidades de referência para as Equipes Multidisciplinares de Saúde Indígena (EMSI) que atuam nas aldeias, também chamados de Polos Base.

Ao todo, serão 21 dias de ação, dividido em três fases, que vão envolver as equipes do Ministério da Saúde e das Forças Armadas, além dos profissionais do DSEI, que mapearam todos os Polos Base e identificaram previamente quais as necessidades de cada aldeia, estabelecendo um cronograma e prioridades de ações. As equipes estão levando cerca de 60 mil medicamentos e 32 mil equipamentos e testes para a Covid-19.

O DSEI Maranhão concentra a sétima maior população indígena do país, conforme dados do Sistema de Informação de Atenção à Saúde Indígena (SIASI), com mais de 37 mil indígenas, distribuídos em 629 aldeias, localizadas em 22 municípios. 

Com informações do Ministério da Saúde