Notícias

Coronavírus

Laboratórios de Campanha são instalados em universidades federais

A iniciativa ampliará em cerca de 100 mil exames mês a capacidade nacional de diagnósticos
Publicado em 14/09/2020 16h30
Laboratórios de Campanha

A ideia é que num prazo de três a quatro meses sejam realizados cerca de 350 mil testes diagnósticos - Foto: Odjair Baena/MCTI

O Governo Federal, por meio do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), está promovendo a instalação de laboratórios de campanha dentro de universidades públicas para ampliar a capacidade de realizar testes diagnósticos da Covid-19. Com o investimento de R$ 35 milhões, a capacidade nacional de testes será ampliada em cerca de 100 mil exames por mês.

O projeto promoverá a ampliação da capacidade de realização de testes moleculares para a detecção do vírus SARS-COV2, a ser executada pelas universidades que integram a rede. A infraestrutura de pesquisa conta com equipamentos necessários previamente adquiridos e pessoal capacitado. A ideia é que num prazo de três a quatro meses sejam realizados cerca de 350 mil testes diagnósticos.

Os Laboratórios de Campanha MCTI também irão avaliar, em paralelo, a utilização de uma técnica de diagnóstico simples e rápida que utiliza uma pequena amostra de saliva para detectar a presença do vírus SARS-COV2, oferecendo um diagnóstico em questão de minutos, com equipamento portátil com potencial para ser implementado em qualquer espaço. Essa técnica tem o potencial de abrir novas possibilidades de diagnóstico, facilitando a abertura das atividades econômicas e o monitoramento dos casos de Covid-19 na população brasileira.

O projeto foi elaborado na forma de rede e envolve instituições nas cinco regiões do país dentre elas: a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Universidade Federal de Goiás (UFG), Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Universidade Federal Fluminense (UFF), Universidade Federal do Paraná (UFPR), Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB), Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Universidade Estadual de Santa Cataria (UESC).

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Ministério da Saúde irão colaborar com o fornecimento de insumos estratégicos para a realização dos exames e com apoio logístico e de treinamento em uma parceria estratégica para o país.

Com informações do MCTI