Notícias

União e solidariedade: conheça canais oficiais de doações para o enfrentamento do coronavírus

Publicado em 15/04/2020 15h20 Atualizado em 16/04/2020 17h13
canais de doação

Em razão dos impactos negativos, sejam sociais ou econômicos, no contexto da pandemia de Covid-19, o Governo Federal criou canais para arrecadação de recursos financeiros, materiais e para incentivar o voluntariado. As iniciativas têm como objetivo promover ações de apoio à população vulnerável diante do enfrentamento ao coronavírus.

Todos por Todos

A plataforma Todos por Todos é o canal no qual empresas, entidades e associações e órgãos públicos de todo o país podem oferecer à população serviços e produtos de graça ou em caráter de emergência. A página concentra uma rede voltada aos cidadãos atingidos pela pandemia de coronavírus sejam enfermos, familiares ou comunidades com algum tipo de necessidade específica.

Por intermédio da plataforma, acontece a conexão entre doadores e receptores. Os interessados em oferecer gratuitamente ou liberar emergencialmente algum produto ou serviço podem preencher um formulário com as propostas.

Arrecadação Solidária 

O Arrecadação Solidária é realização do programa Pátria Voluntária, que tem como presidente de seu conselho a primeira-dama, Michele Bolsonaro, conjuntamente com a campanha Todos por Todos e com a Fundação Banco do Brasil. Pessoas físicas e jurídicas podem, por meio de doações financeiras, apoiarem entidades que atuam em prol de serviços voluntários ao próximo.

A quantia arrecada será direcionada para as causas mais urgentes no combate à pandemia. O valor mínimo é de R$ 30.

Brasil Acolhedor 

O projeto Brasil Acolhedor é fruto da união entre o Governo Federal e a sociedade civil e tem o intuito de promover ações de apoio à população vulnerável diante do enfrentamento ao coronavírus, por meio do fortalecimento de instituições sem fins lucrativos que atuem com trabalho voluntário na sociedade.

Para alcançar os resultados desejados, o projeto iniciará com duas frentes: uma com foco em doações de bens, como cestas básicas e itens de higiene pessoal, e outra na seleção de organizações da sociedade civil e pessoas físicas para atuarem na execução das iniciativas, direto com os beneficiários, a Transforma Brasil.

Os principais grupos atendidos serão: pessoas idosas em situação de vulnerabilidade; pessoas idosas em Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs); pessoas com deficiência atendidas por organizações da sociedade civil; bem como a população em situação de rua.

As contribuições ao projeto e o cadastramento de organizações podem ser realizadas na página transformabrasil.com.br e na plataforma patriavoluntaria.org.