Notícias

MEIO AMBIENTE

Carro-bicicleta: eficiente alternativa verde para o futuro

Projeto da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) pretende lançar protótipo em 2023
Publicado em 01/06/2021 09h35 Atualizado em 01/06/2021 09h36

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) entrou na corrida tecnológica para desenvolver um modelo de automóvel híbrido a partir da união do carro e da bicicleta. Desenvolvido pelo Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica da UFRN, como pesquisa de mestrado dos estudantes Ana Carolina Ribeiro da Silva e Gabriel Gomes de Macedo Mendes, o velomóvel se inspira em modelos já existentes, como o Pedilio, o Elf e o Bio-Hybrid.

O projeto, orientado pelos professores Anderson Clayton Alves de Melo e Adilson José de Oliveira, do Departamento de Engenharia Mecânica do Centro de Tecnologia (CT/UFRN), ainda está em fase de estudos e de planejamento, mas deve ter sua primeira versão experimental pronta em 2023. Os pesquisadores querem que o carro-bicicleta use tecnologias limpas e renováveis, não polua o meio ambiente e atenda à necessidade de transporte em trechos curtos.

O novo modelo de transporte tem como princípio apenas o uso da força humana das pernas combinada com a eletricidade extraída de uma bateria. Um painel solar também deve integrar o sistema. A expectativa é de que a conjugação dessas três fontes possa gerar energia suficiente para ser usada durante o deslocamento, com custo mínimo para o usuário do veículo.   

“O projeto tem como espírito fundamental a questão da sustentabilidade e o respeito ao meio ambiente. Ele não vai gerar emissão de gases poluentes e, assim, poupará a natureza. O carro-bicicleta poderá ser uma alternativa importante para pessoas que querem percorrer curtas distâncias de uma forma sustentável”, explica Anderson Clayton, idealizador da proposta.

O desenvolvimento do veículo será custeado pelo Programa de Apoio à Pós-Graduação (Proap), da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), entre outras fontes de financiamento. A ideia é adquirir partes do veículo prontas, como motor elétrico, painel solar, rodas, freios e sistema de direção. Ao Laboratório de Manufatura da UFRN caberá a fabricação do chassi e o restante da estrutura.

A fabricação do protótipo está estimada em R$ 10 mil. Já o valor de mercado do veículo ainda não foi calculado. Clayton explica que o grupo está conversando com empresas regionais de energia solar para participarem do desenvolvimento do veículo. Além disso, o projeto deve marcar também a abertura de uma startup dedicada apenas à produção e ao aperfeiçoamento do modelo.

Proap - Programa de Apoio à Pós-Graduação
O Proap, da CAPES, oferece melhores condições para a formação de pessoal, produção e aprofundamento do conhecimento nos cursos de pós-graduação stricto sensu mantidos por instituições públicas.

Legenda das imagens: 
Banner: Imagem ilustrativa (Foto: iStock.com/Artal85)
Imagem 1: O veículo híbrido da UFRN  se baseia em outras três iniciativas já disponíveis no mercado: Pedilio, Elf e Bio-Hybrid (Fotos: Montagem a partir de fotos do site da UFRN)
Imagem 2: Anderson Clayton Alves de Melo, Professor da UFRN e idealizador do Projeto (Foto: Arquivo Pessoal)

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) é um órgão vinculado ao Ministério da Educação (MEC).
(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES