Notícias

Ministro do MCTI e Presidente da AEB abrem o 4º Fórum da Indústria Espacial Brasileira

Evento conta com a presença de diversos representantes do setor nacional e estrangeiro
Publicado em 20/10/2020 20h40 Atualizado em 21/10/2020 22h26
whatsapp-image-2020-10-20-at-18-30-15.jpeg

A abertura da quarta edição do Fórum da Indústria Espacial Brasileira, realizada na manhã de hoje (20), contou com a participação virtual do presidente da Agência Espacial Brasileira, Carlos Moura. A AEB é uma autarquia vinculada ao MCTI. Ele destacou a importância e os benefícios proporcionados pelas tecnologias espaciais no dia a dia de cada cidadão. “A AEB sente-se honrada de, em parceria com o Parque Tecnológico de São José dos Campos, e o MCTI, abrir a quarta edição do Fórum da Indústria Espacial Brasileira. Será a oportunidade ideal para que todos do segmento espacial identifiquem como melhor se inserir e prover soluções às demandas da sociedade”. 

Foram exibidos vídeos com mensagens do ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, o astronauta Marcos Pontes; do diretor-geral do Parque Tecnológico de São José dos Campos, Marco Antônio Raupp; do diretor do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial da FAB (DCTA), o Tenente-Brigadeiro do Ar Hudson Potiguara; do diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Clézio de Nardin; do presidente da Associação das Indústrias Aeroespaciais do Brasil (AIAB), Júlio Shidara; e do fundador e CEO do portal MundoGeo, Emerson Granemann.

 

A edição deste ano ocorre entre os dias 20 e 23 de outubro, de forma on-line e gratuita. Neste ano, o tema é “Aplicações Espaciais”. A proposta é que seja explorado o desenvolvimento de diversas aplicações por meio da tecnologia espacial. Busca-se estimular a participação do setor privado e criar um novo ambiente de negócios espaciais no Brasil, bem como fortalecer a cadeia de valor do setor espacial, identificar e atrair empresas do segmento de aplicações. Nesta quarta edição, o Fórum ocorre em conjunto com a 7ª RM VALE TI, Feira e Congresso de Tecnologia e Inovação, realizada pelo Parque Tecnológico de São José dos Campos.

Entre os convidados confirmados para os painéis estão o diretor do Departamento de Comércio Espacial dos Estados Unidos, Kevin O’Connell, o presidente da Agência Espacial de Portugal (PSA), Ricardo Conde, o presidente da Agência Espacial de Luxemburgo (LSA), Marc Serres, o CEO da Agência Espacial da África do Sul, Valanathan Munsami e representantes de instituições e empresas nacionais e internacionais.

Rodadas de Negócios

Para promover uma troca de experiências entre empresas nacionais e estrangeiras, o 4º Fórum da Indústria Espacial Brasileira vai realizar Rodadas de Negócios durante a programação. As rodadas são reuniões entre empresas, instituições de pesquisa, fundações e startups, com o objetivo de gerar oportunidades de negócios e desenvolvimento de ações em conjunto. Os participantes inscritos, a partir do início do Fórum, farão parte de uma plataforma específica, na qual verão os perfis das empresas e agendarão um encontro.

As Rodadas de Negócios serão gratuitas e as empresas terão a oportunidade de trocar informações e experiências. A ideia é que qualquer empresa, seja ela do setor espacial ou não, possa participar, a fim de atrair representantes de todas as esferas.

Sobre a 7ª RM Vale TI

Neste ano, o 4º Fórum da Indústria Espacial Brasileira está inserido dentro da 7ª RM Vale TI, uma iniciativa do APL TIC Vale, um dos principais clusters de Tecnologia da Informação e Comunicação do Brasil, coordenado pelo Parque Tecnológico de São José dos Campos.  É um dos mais importantes eventos de negócios e de exposição de tecnologia de ponta desenvolvida no País, que surgiu por conta de uma “provocação” dos próprios empresários ligados ao APL TIC Vale – o de apresentar a empresários de todo o Brasil as competências e a rica produção tecnológica existentes na região de São José dos Campos.

Sobre o Parque Tecnológico de São José dos Campos

O Parque Tecnológico de São José dos Campos foi criado em 2006 e é um dos maiores complexos de inovação e empreendedorismo do Brasil. Tem a missão de promover ciência, tecnologia, inovação e empreendedorismo, visando ao desenvolvimento competitivo e sustentável das empresas e instituições vinculadas.  Ocupa uma área de 188 mil metros quadrados, onde estão instaladas 145 empresas, 4 institutos de ciência e tecnologia e 5 institutos de ensino e pesquisa.

Sobre a AEB

A Agência Espacial Brasileira é uma autarquia vinculada ao MCTI, responsável por formular, coordenar e executar a Política Espacial Brasileira. Desde a sua criação, em 10 de fevereiro de 1994, a Agência trabalha para viabilizar os esforços do Estado Brasileiro na promoção do bem-estar da sociedade, por meio do emprego soberano do setor espacial.

Coordenação de Comunicação Social - CCS

Fonte: AEB/MCTI

Ciência e Tecnologia