Notícias

Pesquisadores do CNPq/MCTI avançam no tratamento da asma através da terapia gênica

Publicado em 15/09/2020 15h24
WhatsApp Image 2020-09-15 at 15.20.37.jpeg

Divulgação

Apesar dos esforços de longa data para melhorar o tratamento da asma crônica, os tratamentos dos sintomas continuam a ser a única opção para controlar essa doença altamente prevalente e debilitante. Em pesquisa para desenvolver novas opções para esses pacientes, o pesquisador 1A do CNPq Marcelo Morales e sua equipe de colaboradores demostraram que a patologia chave da asma alérgica pode ser drasticamente resolvida utilizando a terapia gênica, através de transferência de um gene com poder anti-inflamatório e anti-fibrótico (timulina) entregue diretamente nas vias respiratórias por inalação.

A asma foi estabelecida em camundongos que foram submetidos ao tratamento por via intratraqueal com uma única dose de plasmídeos DNA expressando a timulina. “Vinte dias após o tratamento dos animais, observamos que todas as características patológicas principais encontradas no pulmão asmático, incluindo inflamação crônica, fibrose e alteração da função pulmonar, foram revertidas”, ressalta Marcelo Morales. Os ensaios clínicos de segurança com seres humanos devem iniciar no Brasil no próximo ano. O trabalho foi publicado recentemente em revista de grande impacto, a Science Advances. A pesquisa conta com o apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) por meio do Conselho Nacional para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Ciência e Tecnologia