Notícias

SAÚDE

Erva-mate brasileira tem alta qualidade

Seu consumo, além de seguro, contribui para a ingestão de nutrientes.
Publicado em 19/07/2021 13h49

Muito consumida no chimarrão, bebida tradicional do Sul, a erva-mate foi estudada por pesquisadores da Universidade Federal do Paraná (UFPR). O trabalho envolveu a análise e a avaliação nutricional do consumo diário da folha que é bastante usada no preparo de chás quentes e gelados. O objetivo da pesquisa foi preparar um banco de dados informando os teores totais dos elementos presentes na planta.

Segundo a engenheira agrônoma e doutora em Solos e Nutrição de Plantas, Eloá Moura Araújo, “Foram determinadas as concentrações de diversos elementos, mais de 20, tanto nutrientes que são essenciais para a saúde humana, como também os que têm o potencial de serem tóxicos”, explica.

Os resultados mostraram que o consumo da erva-mate, produzida e comercializada no sul do País, além de seguro, possui potencial nutricional. “Nós observamos a presença de diversos elementos que são essenciais para os seres humanos e ao mesmo tempo não encontramos resultados muito elevados de elementos que têm potencial de serem tóxicos, como o cádmio, chumbo e arsênio”, conta.

Eloá conta que a pesquisa é muito importante para o Brasil, uma vez que o produto é exportado para países vizinhos como Paraguai e Argentina. “Esse tipo de material é controlado pela legislação do Mercosul e nela são estabelecidos alguns limites de referência de qualidade-limite para  cádmio e arsénio.  Nós acreditamos que esses limites podem ser revistos, uma vez que a suas concentrações são muito baixas e não causam prejuízos para a saúde dos consumidores”, finaliza.

Legenda das imagens:
Banner: Imagem ilustrativa (iStock.com/Artfully79)
Imagem 1: Laboratório de análise e extração das amostras dos elementos da erva-mate (Foto: Arquivo Pessoal) 
Imagem 2: Eloá Moura Araujo , doutora em Solos e Nutrição de Plantas - CAPES/UFPR (Foto: Arquivo Pessoal) 
Imagem 3: Área de plantio da erva-mate (Foto: Arquivo Pessoal)  

 

 

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) é um órgão vinculado ao Ministério da Educação (MEC).
(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES