Notícias

PRÊMIO CAPES DE TESE

Corticoide pode bloquear inflamação causada por picada de escorpião

O estudo foi vencedor do Prêmio CAPES de Tese 2021, na área de Ciências Biológicas III
Publicado em 13/10/2021 09h20 Atualizado em 13/10/2021 09h31

Pesquisa realizada por Mouzarllem Barros dos Reis, doutor em Imunologia Básica e Aplicada pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (USP), analisou o processo inflamatório causado pela picada do escorpião amarelo, Tityus serrulatus. O veneno do animal, além de provocar ataque cardíaco e edema pulmonar, principalmente em crianças e idosos, pode ser fatal. O estudo foi vencedor do Prêmio CAPES de Tese 2021, na área de Ciências Biológicas III.

O pesquisador explica que nos testes em laboratório foram administrados corticoides, medicamentos supressores da resposta imune, para barrar o choque cardiogênico causado pelo veneno do animal. Essa situação faz com que o coração perca a capacidade de bombear sangue para os outros órgãos e outros problemas surjam como consequência. “A dexametasona foi capaz de reverter o quadro de morte e o quadro de choque cardiogênico, além dos outros sintomas associados ao escorpionismo, por inibir esse eixo imune”.

O trabalho traz uma descoberta relevante, uma vez que a dexametasona é um corticoide muito usado nos hospitais. Para Mouzarllem, os resultados trazidos pela sua tese mostram que esses medicamentos podem se tornar um tratamento imediato até que o paciente receba o soro antiescorpiônico.

Legenda das imagens:
Banner e imagem 1: Escorpião amarelo, Tityus serrulatus (Foto: Reprodução instituto Butantã)
Imagem 2: Logotipo criado para o Prêmio CAPES de Tese 2021 (Foto: CCS/CAPES)
Imagem 3: Mouzarllem Barros dos Reis, doutor em Imunologia Básica e Aplicada pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP (Foto: Arquivo pessoal)

 

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) é um órgão vinculado ao Ministério da Educação (MEC).
(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES