Notícias

Conheça os 24 finalistas do Prêmio ANA 2020

Projetos seguem na disputa pelo troféu. Vencedores de cada uma das oito categorias serão conhecidos em março de 2021
Publicado em 02/12/2020 13h30 Atualizado em 02/12/2020 18h44
Finalista Prêmio ANA.png

Em cerimônia transmitida pelo YouTube nesta quarta-feira, 2 de dezembro, a Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) anunciou os nomes dos 24 projetos finalistas do Prêmio ANA 2020. São três finalistas, em cada uma das oito categorias do prêmio, que agora disputam o troféu de vencedores do concurso.

Uma novidade é que os três finalistas de cada categoria agora passam a poder utilizar em seus materiais de divulgação do projeto o “Selo Prêmio ANA: Finalista”, de acordo com as regras de aplicação da marca.

Confira a lista de finalistas (dispostos em ordem alfabética em cada uma das categorias):

 

CATEGORIA EDUCAÇÃO

ÁGUA LIMPA PARA OS CURUMINS DO TRACAJÁ (Valter Pereira de Menezes, da Escola Municipal Luiz Gonzaga, no Amazonas)

APROVEITAMENTO DA ÁGUA DOS ARES CONDICIONADOS DE UMA INSTITUIÇÃO PÚBLICA DE ENSINO TÉCNICO E SUPERIOR (Mateus dos Santos Correia, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí)

SOLUÇÕES BASEADAS NA NATUREZA E TECNOLOGIAS SOCIAIS EM SANEAMENTO RURAL: PARCERIA COM AGRICULTORES FAMILIARES E COMUNIDADES QUILOMBOLAS (Artur Moises Gonçalves Lourenço, do Instituto Federal da Paraíba)

 

CATEGORIA COMUNICAÇÃO

DOCUMENTÁRIO – DESSALINIZADA, ÁGUA DO MAR PODE EQUILIBRAR ABASTECIMENTO (Jusciane Matos de Lima, da TV Justiça)

GUERRA DA ÁGUA (Patrik Camporez, do jornal O Estado de S. Paulo)

VIDAS SECAS NO PAÍS DAS ÁGUAS – SÉRIE DE REPORTAGENS (Luiz Claudio Ferreira, da Empresa Brasil de Comunicação – EBC)

 

CATEGORIA EMPRESAS DE MÉDIO E DE GRANDE PORTE

GERENCIAMENTO DO USO DE ÁGUA NOS PROCESSOS AUTOMOTIVOS (General Motors do Brasil, representada por Thaís Barreto)

GESTÃO DE ÁGUA 360º DA WHIRLPOOL LATIN AMERICA (Whirlpool, representada por Cristiano Felix)

INOVAÇÃO NA GESTÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS PARA O SANEAMENTO ATRAVÉS DO CENTRO DE CONTROLE DOS MANANCIAIS METROPOLITANOS (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo - SABESP, representada por Mara Regina Ramos)

CATEGORIA EMPRESAS DE MICRO OU DE PEQUENO PORTE

AQUALUZ: TRATAMENTO DE ÁGUA COM A LUZ DO SOL (Safe Drinking Water For All – SDW, representada por Anna Luísa Beserra Santos)

EKO SISTEMA DE TRATAMENTO E REÚSO DE ÁGUA (Eko Sistema, representada por Gustavo Almeida Furtado)

RECICLAGEM A SECO DE EMBALAGENS PLÁSTICAS CONTAMINADA (Eco Panplas, representada por Felipe Cardoso)

CATEGORIA ENTES DO SINGREH

CAMPANHA EM DEFESA DO RIO SÃO FRANCISCO (Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco através de sua Entidade Delegatária Agência Peixe Vivo, representado por Anivaldo Miranda Pinto)

SISTEMA DE ALERTA PARA DETECÇÃO DIÁRIA DE USO IRREGULAR DE RECURSOS HÍDRICOS (Companhia de Gestão de Recursos Hídricos do Ceará - COGERH, representada por João Silvio Dantas de Morais)

8º FÓRUM MUNDIAL DA ÁGUA – A COMUNICAÇÃO COMO FERRAMENTA DE INCLUSÃO E INTEGRAÇÃO PARA GESTÃO E USO SUSTENTÁVEL DOS RECURSOS HÍDRICOS NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PARANAPANEMA (Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Paranapanema, representado por Suraya Damas de Oliveira Modaelli)

CATEGORIA GOVERNO

IMPLEMENTAÇÃO DE TECNOLOGIAS SOCIAIS E EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM COMUNIDADES DO ALTO PANTANAL MATO-GROSSENSE (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária - INCRA, representado por Samir Curi)

PROGRAMA NASCENTES (Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente de São Paulo, representada por Helena de Queiroz Carrascosa)

TRANSFORMAÇÃO DO SANEAMENTO DE CURITIBA ATRAVÉS DO PLANO DE DESPOLUIÇÃO HÍDRICA E MONITORAMENTO DA QUALIDADE DOS RIOS - UM LEGADO PARA AS FUTURAS GERAÇÕES (Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba – IPPUC, representado por Marlise Teresa Jorge)

CATEGORIA ORGANIZAÇÕES CIVIS

CAPTAÇÃO DE ÁGUA DE CHUVA PARA A PRODUÇÃO DE ALIMENTOS SAUDÁVEIS (Centro de Educação Popular e Formação Social - CEPFS, representado por José Dias Campos)

IDENTIFICAÇÃO, PROTEÇÃO E RECUPERAÇÃO DE NASCENTES NA REGIÃO OESTE DA BAHIA (Associação Baiana dos Produtores do Algodão – ABAPA, representada por Lidervan Mota Morais)

PLANTANDO ÁGUAS (Iniciativa Verde, representada por Roberto Ulisses Resende)

 

CATEGORIA PESQUISA E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

BIOECONOMIA: BIORREFINARIA DE MICROALGAS PARA TRATAMENTO DE RIOS URBANOS E EFLUENTES (Isadora Machado Marques, da Universidade Federal da Bahia)

DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA DE INFORMAÇÃO E ALERTA PRECOCE DA SECA E ELABORAÇÃO DE ESTRATÉGIAS DE PLANEJAMENTO PROATIVO DE ADAPTAÇÃO ÀS SECAS URBANAS (Luiz Martins de Araújo Júnior, da Universidade Federal do Ceará)

GESTÃO DE ALTO NÍVEL DOS RECURSOS HÍDRICOS (Felipe de Azevedo Marques, da Fundação Universidade Federal do Tocantins)

 

Os três projetos finalistas seguirão disputando o Prêmio ANA até março de 2021, quando serão definidos os vencedores de cada categoria. A data para a conclusão desta edição do prêmio foi alterada no começo de novembro, em decisão da Diretoria Colegiada da ANA, para que a celebração dos vencedores seja feita em março de 2021, em respeito às medidas de distanciamento social e em memória das vítimas da COVID-19.

Como novidade do Prêmio ANA 2020, as iniciativas finalistas terão a oportunidade de apresentar suas ações em eventos on-line a partir de janeiro de 2021 com o intuito de dar maior visibilidade para os trabalhos realizados. O objetivo desses encontros é servir como vitrine para que os projetos finalistas tenham suas ideias compartilhadas com públicos que podem disseminar pelo Brasil as boas práticas relacionadas às nossas águas – sentido maior que move a premiação.

Recorde de inscrições

O Prêmio ANA 2020 já fez história com o recorde de 695 inscrições de todos os estados do Brasil e do Distrito Federal, mesmo num contexto de pandemia. O total supera a marca anterior registrada no Prêmio ANA 2017, quando 607 boas práticas participaram. Os vencedores das oito categorias em disputa ganharão o exclusivo Troféu Prêmio ANA. Uma novidade é que os três finalistas de cada categoria poderão utilizar em seus materiais de divulgação o “Selo Prêmio ANA: Finalista” ou o “Selo Prêmio ANA: Vencedor”, conforme o resultado do concurso.

Nesta edição histórica da premiação, que também celebra os 20 anos da Agência, a categoria com maior número de iniciativas inscritas foi Pesquisa e Inovação Tecnológica: 157 no total. Para as demais categorias as inscrições ficaram divididas assim: Comunicação (129), Governo (102), Empresas de Médio ou de Grande Porte (86), Educação (59), Organizações Civis (66), Empresas de Micro ou de Pequeno Porte (59) e Entes do Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos (37). A premiação é realizada pela ANA para reconhecer trabalhos que contribuem para a segurança hídrica, gestão e uso sustentável das águas para o desenvolvimento sustentável do Brasil.

Coube à Comissão Julgadora do Prêmio ANA, presidida pelo diretor da ANA Oscar Cordeiro Netto, definir os três finalistas de cada categoria, com base nos seguintes critérios: efetividade, inovação, impactos social e ambiental, potencial de difusão, sustentabilidade e adesão social. Para a categoria Comunicação, o critério de sustentabilidade não será aplicável.

Os demais integrantes da Comissão Julgadora foram selecionados com base em seu notório saber e reputação ilibada. São eles(as): a secretária executiva da Secretaria de Estado de Meio Ambiente do Distrito Federal, Marília Marreco; o ouvidor do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), Sérgio Carazza; a gerente do Departamento de Desenvolvimento Sustentável da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), Anícia Pio; o coordenador geral do Mestrado Profissional em Rede Nacional em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos (ProfÁgua), Jefferson de Oliveira; o gerente executivo da Agência UFLA de Inovação em Geotecnologia e Sistemas Inteligentes da Universidade Federal de Lavras (UFLA), Samuel Campos; o assessor especial da Diretoria de Desenvolvimento Social da Fundação Banco do Brasil (FBB), Rogério Miziara; a diretora de Jornalismo da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Sirlei Batista; e o presidente da Rede Brasil de Organismos de Bacias Hidrográficas (REBOB), Lupércio Ziroldo.

O Prêmio ANA

Criado há 14 anos pela Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico para reconhecer as melhores práticas e iniciativas voltadas ao cuidado das águas do Brasil, o Prêmio ANA é a mais tradicional premiação do setor de águas do Brasil e já contabilizou 2.952 trabalhos inscritos, tendo premiado 40 projetos de todas as regiões do Brasil, que se destacaram pela sua contribuição ao desenvolvimento do País. Conheça todos os vencedores e finalistas da premiação no Banco de Projetos.

 

 

Assessoria de Comunicação Social (ASCOM)
Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA)
(61) 2109-5495/5103/5129
www.gov.br/ana | Facebook | Instagram | Twitter | YouTube