Senacon e UnB firmam acordo para desenvolvimento de políticas públicas

Serão destinados mais de R$ 3,5 milhões à modernização da Escola Nacional de Defesa do Consumidor, entre outras ações
Publicado em 18/08/2015 11h43 Atualizado em 26/08/2019 12h34
MJ&UNB03.jpg

Brasília, 17/08/2015 - A Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça (Senacon) firmou, nesta segunda-feira (17), acordo de cooperação com a Fundação Universidade de Brasília (UnB), por meio do Centro de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico (CDT/UnB), para implementar projeto de pesquisa que objetiva soluções tecnológicas que vão auxiliar a Senacon nas políticas públicas em áreas como educação, fiscalização e indicadores de consumo. 

O projeto terá a duração de quatro anos e prevê um orçamento de mais de R$ 3,5 milhões que será destinado à modernização da Escola Nacional de Defesa do Consumidor, com o intuito de fortalecer a educação/conscientização da população em temas que envolvem as relações de consumo. Uma pesquisa irá avaliar os processos de trabalho, as tecnologias, os conteúdos e os sistemas pedagógicos da Escola Nacional de Defesa do Consumidor para propor melhores práticas de atendimento à população. O objetivo está na educação/conscientização do consumidor como foco no consumo responsável.

Além disso, serão desenvolvidas ferramentas que vão permitir o monitoramento e a formulação de indicadores sobre os vários serviços de telecomunicações.

A secretária nacional do Consumidor do Ministério da Justiça, Juliana Pereira, afirma que a cooperação é histórica. "Além de contribuir para o aperfeiçoamento das políticas públicas de proteção ao consumidor brasileiro, a parceria propiciará grandes avanços em nossa Escola Nacional de Defesa do Consumidor", afirma a secretária.

“São ações que colocam nossos professores e alunos em contato com os problemas reais, impactando direta e positivamente a qualidade do ensino. É fundamental aproveitar nossa posição estratégica na capital e fortalecer as nossas parcerias com o governo federal”, afirma o reitor da UnB, Ivan Camargo.

Como coordenadora da política nacional de defesa do consumidor, a Senacon tem em suas prioridades a capacitação dos agentes de defesa do consumidor, para qualificá-los para atender de forma eficiente o cidadão brasileiro. Para isso, a Escola Nacional de Defesa do Consumidor (ENDC) promove a formação e capacitação técnica destes em todo o Brasil, bem, além de proporcionar a construção do conhecimento específico sobre relações de consumo, fundamental para a elaboração de políticas públicas.

Ministério da Justiça
facebook.com/JusticaGovBr
flickr.com/JusticaGovbr
www.justica.gov.br
imprensa@mj.gov.br

(61) 2025-3135/ 3315/ 9962