Notícias

Operações Eleições 2020: ação das forças federais, estaduais e municipais de Segurança Pública serão acompanhadas em tempo real

Ministério da Justiça e Segurança Pública divulgará boletins com ocorrências registradas durante pleito eleitoral nos municípios
Publicado em 13/11/2020 11h16 Atualizado em 15/11/2020 22h19
Operações Eleições 2020 ação das forças federais, estaduais e municipais de Segurança Pública serão acompanhadas em tempo real.png

Brasília, 13/11/2020 – A ação conjunta das forças de Segurança Pública durante o primeiro turno das eleições municipais, deste domingo (15), será acompanhada, em tempo real, a partir do Centro Integrado de Comando e Controle Nacional (CICCN), em Brasília.

Integrantes da Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Ministério da Defesa, Tribunal Superior Eleitoral, representantes dos estados e de outros órgãos do Governo Federal terão acesso às ocorrências registradas durante o andamento das eleições nos municípios.  A Operação Eleições 2020 tem como objetivo garantir a segurança do pleito eleitoral.

As informações coletadas irão alimentar os boletins informativos que serão divulgados, a cada duas horas, por meio do site e das redes sociais do Ministério da Justiça e Segurança Pública. O primeiro boletim será divulgado às 7h e, o último, às 21h.

Acompanhe os boletins sobre a Operação Eleições 2020 abaixo:

Boletim das 07h - Clique aqui

Boletim das 09h - Clique aqui

Boletim das 11h - Clique aqui

Boletim das 13h - Clique aqui

Boletim das 15h - Clique aqui

Boletim das 17h - Clique aqui

Boletim das 19h - Clique aqui

Boletim das 21h - Clique aqui

O primeiro turno das eleições municipais 2020 acontece em todo o País, exceto no Distrito Federal e na capital do Amapá, Macapá, devido à crise energética na região.


Plano integrado

Em outubro, o Ministério da Justiça e Segurança Pública apresentou o Plano Integrado de Segurança para as Eleições 2020 construído pelo Ministério em conjunto com as Secretarias de Segurança Pública dos Estados.

Com o auxílio da Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (Seopi/MJSP), cada Estado elaborou uma matriz de risco e traçou medidas preventivas e corretivas para crimes como boca de urna, compra de votos e transporte irregular de eleitores, por exemplo.

Justiça e Segurança
error while rendering plone.belowcontenttitle.contents