Ministro da Justiça e governador do Ceará assinaram acordo histórico em terra indígena Tapeba, nesta sexta-feira

Publicado em 19/02/2016 18h57 Atualizado em 10/03/2016 10h01

Fortaleza, 19/02/2016 – O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e o governador do Ceará, Camilo Santana, assinaram, no final da tarde desta sexta-feira, acordo que visa destravar o processo de demarcação da terra indígena Tapeba, no município de Caucaia, no Ceará, que se encontra paralisado por força de decisão judicial.

A assinatura deste ajuste representa um avanço, pois visa resolver um conflito de mais de 30 anos. Cardozo disse que o acordo é uma referência nacional e mostrou que a mediação é a solução para os conflitos indígenas.

 O ministro destacou o empenho do governo do Ceará que buscou a pacificação na região entre indígenas e proprietários. “Esse acordo é uma demonstração para proprietários e indígenas que disputam terras que o caminho da mediação é a solução para assegurar direitos de todos”.  

 Mais de 7 mil indígenas passarão a habitar o território tradicional dos Tapeba. Hoje eles ocupam uma pequena parte do território delimitado.

O evento contou  com as presenças do secretário do  Desenvolvimento Agrário Dedé Teixeira; do superintendente do Instituto de Desenvolvimento Agrário do Ceará (Idace), Eduardo Barbosa; e da responsável pela área indígena no Ceará, Sandra Forte; além de demais autoridades.

 

 Ministério da Justiça

facebook.com/JusticaGovBr
flickr.com/JusticaGovbr
Twitter/justicagovbr

www.justica.gov.br
imprensa@mj.gov.br

(61) 2025-3135/3315/9962