Notícias

Ministro Anderson Torres recebe novos diretores-gerais da Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal

Durante o encontro, o ministro afirmou que as mudanças não significam "ruptura" no trabalho das instituições
Publicado em 07/04/2021 17h15 Atualizado em 08/04/2021 18h10
Ministro Anderson Torres recebe novos diretores-gerais da Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal.png

Brasília, 07/04/2021 – O ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, recebeu, nesta quarta-feira (7), os novos diretores-gerais da Polícia Federal, Paulo Maiurino, e Polícia Rodoviária Federal, Silvinei Vasques. Durante o encontro, o ministro destacou que a mudança no comando da Polícia Federal não significa uma ruptura e que a instituição mantém sua independência e autonomia na forma de atuação.

“A Polícia Federal é uma polícia de Estado, uma polícia que não tem ruptura. É uma das instituições mais bem avaliadas e vamos dar continuidade, cada vez mais, às operações, investigações, fazer o trabalho de Polícia Judiciária e dar continuidade ao trabalho de combate ao crime organizado e a corrupção”, afirmou.

O novo diretor-geral da Polícia Federal, Paulo Maiurino, ressaltou o trabalho de excelência feito pela instituição. “A Polícia Federal vem demonstrando ao longo dos anos a sua capacidade técnica e operacional e nós vamos dar continuidade a esse trabalho, aprimorando ainda mais a questão da tecnologia, a integração entre as polícias e o principal, vamos cuidar do nosso policial”, explicou Maiurino.

O atual diretor-geral da PF, Rolando Alexandre de Souza, também participou da reunião. “Tenho certeza de que os projetos que estão em andamento e que o Dr. Maiurino vai ter acesso terão continuidade. A sociedade espera uma Polícia Federal cada vez mais ativa e que continue no seu crescimento”, reiterou. 

Polícia Rodoviária Federal  

Também, nesta quarta-feira (7), o ministro Anderson Torres recebeu o novo diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal, Silvinei Vasques. “O Vasques é um policial extremamente experiente, vem da área operacional, o que para nós é muito importante. A Polícia Rodoviária Federal ganha com isso, o Ministério ganha e, principalmente, a sociedade brasileira. Vamos intensificar o trabalho em algumas regiões específicas do país, na Tríplice Fronteira, na região Amazônica, por exemplo”, afirmou Torres.

No encontro, o novo diretor-geral assegurou  que a atividade operacional terá um reforço na nova gestão. “Nós vamos focar muito nas parcerias com a Polícia Federal e com as polícias Estaduais para que possamos reforçar a segurança, garantir a logística brasileira, combater o crime organizado e também garantir as vidas, com redução dos acidentes nas rodovias federais,” disse Vasques.

Justiça e Segurança