Notícias

Ministério da Justiça e Segurança Pública e Polícia Rodoviária Federal buscam otimizar a gestão de pátios da instituição

Em reunião do Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos, ministro Anderson Torres apresentou proposta para redução de custos operacionais
Publicado em 28/04/2021 18h10
Ministério da Justiça e Segurança Pública e Polícia Rodoviária Federal buscam otimizar a gestão de pátios da instituição.png

Brasília, 28/04/2021 – Durante a 16ª Reunião do Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (CPPI), o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, apresentou uma proposta de parceria com o setor privado para gestão dos serviços de recolhimento, guarda e leilão de veículos apreendidos em fiscalização da Polícia Rodoviária Federal (PRF).  O evento, que aconteceu na última terça-feira (27), contou com a presença do presidente da República, Jair Bolsonaro, e do Ministro da Economia, Paulo Guedes.

De acordo com o ministro Anderson Torres, “a concessão vai gerar economicidade com custos administrativos, arrecadação com as vendas e maior efetividade de recuperação de tributos. Além de permitir uma maior modernização nos pátios e evitar a deterioração de veículos sob a guarda do Estado."

Ministério da Justiça e Segurança Pública e Polícia Rodoviária Federal buscam otimizar a gestão de pátios da instituição2.PNG

A desburocratização do processo de gestão de veículos apreendidos disponibilizará ao cidadão um serviço mais transparente, eficiente e de qualidade, evitando danos aos veículos, reduzindo custo de remoção e guarda e ampliando a disponibilidade para sui regularização. O PPI vai ajudar a buscar modelos mais eficientes de oferta e gestão de serviços públicos, promoção da concorrência, segurança jurídica, propostas de melhorias regulatórias, com vistas a atrair investidores nacionais e estrangeiros.

Raio-X

Atualmente, a quantidade de veículos recolhidos nos pátios da PRF é de 88.771 unidades, sendo que 80% estão aptos a serem leiloados. Deste número, 57% foram recolhidos há mais de um ano.

Justiça e Segurança