Governo federal anuncia foco no combate ao racismo no esporte e cadastro de torcidas

O 4º Seminário Nacional de Torcidas Organizadas, reúne até este sábado (12.) cerca de 120 representantes de quase todos os estados brasileiros
Publicado em 12/12/2015 13h15 Atualizado em 14/03/2016 09h19

São Paulo, 12/12/15  - Os gritos e bandeiras das torcidas organizadas deram lugar nessa sexta-feira (11),  em São Paulo, aos debates sobre prevenção à violência e ao racismo no futebol. O 4º Seminário Nacional de Torcidas Organizadas, promovido pelo Ministério do Esporte, em parceria com o Ministério da Justiça, reúne até este sábado (12) cerca de 120 representantes de quase todos os estados brasileiros.

Dentre as novidades anunciadas no encontro, estão o estudo para viabilizar um sistema nacional de cadastramento de torcidas, a possibilidade de convênio com o Procon e a renovação das ações do movimento Grito de Paz, que terá como tema principal o combate ao racismo no esporte.

O evento conta com representantes da Secretaria Nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor do Ministério do Esporte, da Secretaria Nacinal de Segurança Publica do Ministério da Justiça, da Secretaria Estadual de Esporte, Lazer e Juventude de São Paulo, do Ministério Público de Pernambuco, da Associação Nacional das Torcidas Organizadas (Anatorg), e de autoridade de vários segmentos do esporte.

Durante o seminário, o Ministério do Esporte e a Anatorg assinaram a renovação do Manifesto pela Paz, que engloba ações de mobilização e conscientização nos ambientes esportivos. Para 2016, o racismo será o mote das mobilizações.

 

Direitos do consumidor

Uma das iniciativas propostas foi a de viabilizar um convênio com o Procon de São Paulo, que servirá como piloto para os outros estados. A parceria, que se dará com a Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça, tem o objetivo de estabelecer uma cooperação técnica para proteção e defesa dos consumidores/torcedores, com fiscalização dos órgãos de defesa convencionais.

A viabilização de convênio com o Procon será instrumento para qualificar os serviços nos estádios. Está em fase de elaboração da parceira para que o torcedor seja tratado como consumidor, tenha mais conforto e, desta forma, se possa valorizar cada vez mais o espetáculo do futebol.



Cadastro

Outro tema abordado no encontro foi a implementação de um sistema nacional de cadastramento de torcedores. O projeto, que já existe em outros moldes, será revisado com as novas tecnologias existentes.

O sistema já foi uma iniciativa do Ministério do Esporte e está em fase de revisão. Será um cadastro positivo, não para punir a torcida, mas para punir o indivíduo. Assim, os torcedores poderão realizar seu papel nos estádios.

O Seminário Nacional de Torcidas Organizadas se encerra neste sábado, no hotel Blue Tree Congonhas, com debates sobre direitos e deveres dos torcedores, a relação das torcidas com clubes, federações e segurança pública.

 

Com informações do Ministério do Esporte

Ministério da Justiça
facebook.com/JusticaGovBr

flickr.com/JusticaGovbr
www.justica.gov.br
imprensa@mj.gov.br

(61) 2025-3135/3315