Notícias

Centro Integrado de Operações de Fronteira do MJSP auxilia na prisão de suspeito de cometer feminicídio em Florianópolis (SC)

Ação integrada realizou a prisão em Charqueadas, no Rio Grande do Sul
Publicado em 16/10/2020 18h11
feminicídio_16102020.png

Brasília, 16/10/2020 - O Centro Integrado de Operações de Fronteira (CIOF), do Ministério de Justiça e Segurança Pública, auxiliou na prisão de um suspeito de feminicídio, em Florianópolis (SC). A prisão ocorreu em Charqueadas (RS), na quinta-feira (15), em ação integrada entre a Polícia Civil de Santa Catarina, Polícia Civil do Rio Grande do Sul, Núcleo de Inteligência e Segurança Institucional do Tribunal de Justiça de Santa Catarina e Brigada Militar do Rio Grande do Sul.

Investigações realizadas pela Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI), da Polícia Civil (SC), em decorrência da morte de uma mulher de 24 anos, no dia 04 de outubro, levaram ao suspeito do crime. A Polícia Civil representou o pedido de prisão preventiva, que foi deferida pelo Judiciário, com aval do Ministério Público.

Segundo o Delegado de Polícia da DPCAMI, Gustavo Kremer, as investigações não deixaram dúvidas que o caso se tratava de um feminicídio, quando as razões da morte envolvem violência doméstica e familiar ou menosprezo ou discriminação à condição de mulher.

Os investigadores descobriram que o suspeito pelo assassinato já responde processo criminal no Rio Grande do Sul por prática de violência doméstica contra uma ex-namorada. Não havia histórico de registro de boletim de ocorrência pela vítima encontrada em Florianópolis (SC).  

 

Justiça e Segurança