Gestão de Riscos

Publicado em 03/12/2021 16h14 Atualizado em 03/12/2021 16h16

Toda organização tem uma missão, ou razão para existir e, para lhe dar cumprimento, são estabelecidas estratégias para alcançá-la. Essas estratégias são desdobradas em planos, processos de trabalho, programas, projetos, ações, dentre outras iniciativas, que se constituem em objetos da gestão de riscos. A partir dos objetivos almejados em cada uma dessas inciativas, faz-se necessário identificar e tratar os riscos que ameaçam o alcance desses objetivos, bem como o cumprimento dos prazos, o controle dos custos e a qualidade dos produtos e serviços entregues aos cidadãos.

Risco é o efeito da incerteza nos objetivos da instituição (ABNT NRB ISO 31000). A Gestão de Riscos é o processo gerencial que visa a identificar e gerenciar eventos que constituem oportunidades ou ameaças aos objetivos estabelecidos.

O processo de gestão de riscos deve andar em paralelo com as estratégias institucionais, pois além de prevenir situações que podem prejudicar a organização, também fornecem elementos importantes para a tomada de decisão gerencial acerca da definição das iniciativas prioritárias (programas, projetos, ações, processos de trabalho, etc.) e respectivas metas, de alocação de recursos humanos, materiais, financeiros, dentre outros. Riscos podem ser mitigados, evitados, transferidos e até aceitos, mas jamais podem ser ignorados.

No MCTI a Gestão de Riscos é realizada nas áreas de atuação em um processo contínuo estabelecido para identificar, analisar, avaliar, tratar, monitorar e comunicar os eventos de riscos que possam impactar os objetivos definidos. Essa atuação tem o suporte técnico da Coordenação-Geral de Gestão de Riscos e Avaliação – CGGR, e da instância colegiada interna de apoio à governança no tema gestão de riscos COMITÊ TÉCNICO DE GESTÃO DE RISCOS do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações.

Links úteis: