Notícias

PRÊMIO CAPES DE TESE

Estudo busca terapia alternativa para o câncer de mama em cães

Tese do biólogo Pedro Luiz Porfírio Xavier foi a vencedora na categoria de Medicina Veterinária
Publicado em 22/11/2021 09h12 Atualizado em 26/11/2021 10h31

Pedro Luiz Porfirio Xavier foi o vencedor do Prêmio CAPES de Tese de Medicina Veterinária 2021 com um estudo sobre o câncer de mama em cães. Biólogo graduado na Pontifícia Universidade Católica de Campinas, o pesquisador fez seu doutorado no programa de Biociência Animal da Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos da Universidade de São Paulo (USP). Sua motivação foi a relação cada vez mais intensa entre animais domésticos, como cães e gatos, e os seres humanos.

“Cães e gatos, principalmente, já são membros integrantes, de certa forma, das famílias humanas. Por isso, acreditamos que é papel da ciência tentar compreender os processos que desencadeiam as doenças nestes animais e como podemos melhorar seus prognósticos”, explica o pesquisador. Xavier cursa, atualmente, um pós-doutorado no Laboratório de Oncologia Comparada e Translacional, também na USP.        

De acordo com o cientista, o câncer é uma das principais causas de morte em cães no mundo e as neoplasias mamárias representam mais de 50% dos tumores diagnosticados em fêmeas. Além disso, a doença apresenta uma série de similaridades clínicas e moleculares com o câncer de mama em mulheres. Isso leva a pesquisa laboratorial a construir modelos para o estudo da oncologia comparada.

“A maioria dos nossos estudos tem como objetivo trazer avanços nesta área, tanto em relação à biologia básica, estudando os mecanismos e os processos que estão por trás do desenvolvimento do câncer nesta espécie, como na busca de novos alvos de terapia. Consideramos também a parte aplicada, buscamos linhas alternativas, aquelas que podem auxiliar as terapias convencionais”, observa o biólogo.

Por esse motivo, Pedro Xavier saiu dos métodos convencionais da cirurgia e da quimioterapia, realizadas na clínica veterinária. Em sua tese, ele usou um tipo de terapia que procura “consertar a expressão alterada de alguns genes que promovem e que estão associados às características do câncer como, por exemplo, a malignidade”.

Pedro explica que “as desregulações nos mecanismos epigenéticos estão associadas ao desenvolvimento de diversos tipos de câncer tanto em humanos como em cães. Utilizando modelos in vitro, nós buscamos identificar alguns desses mecanismos epigenéticos associados ao desenvolvimento do câncer de mama em cães e tentamos consertá-lo”, conclui.

Durante o doutorado, Pedro Xavier estagiou no Buchmann Institute for Molecular Life Sciences (Alemanha). Sua tese, intitulada "Exploring Epigenetic Mechanisms to Target Mammary Cancer Cells: A Comparative Approach” pode ser encontrada no link:

 https://1library.org/document/y4mw2ovy-universidade-paulo-faculdade-zootecnia-engenharia-alimentos-porfirio-xavier.html .

Prêmio CAPES de Tese
A CAPES divulgou em 3 de setembro o resultado do Prêmio CAPES de Tese 2021, oferecido às melhores teses de doutorado defendidas em 2020 no Brasil. Foram premiados 49 trabalhos; outros 92 receberam menções honrosas.

Criado em 2005, o Prêmio CAPES de Tese é fruto da parceria entre a CAPES, a Fundação Carlos Chagas, a Comissão Fulbright e a Dimensions Sciences (DS). Os critérios de seleção consideram a originalidade do trabalho e sua relevância para o desenvolvimento científico, tecnológico, cultural, social e de inovação.

Dentre os agraciados sairão os vencedores do Grande Prêmio, oferecido ao destaque de cada um dos três Colégios do conhecimento: Ciências da Vida, Humanidades e Ciências Exatas, Tecnológicas e Multidisciplinar.

Legenda das imagens:
Banner: Imagem ilustrativa (Foto: iStock/Seventyfour)
Imagem dentro da matéria: Pedro Luiz Porfirio Xavier foi o vencedor do Prêmio CAPES de Tese de Medicina Veterinária 2021 (Foto: Arquivo pessoal)

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) é um órgão vinculado ao Ministério da Educação (MEC).
(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES