Notícias

PDPG NOS ESTADOS

Com apoio da CAPES, Fapergs abriu novas bolsas de mestrado

Pesquisas serão feitas por 128 bolsistas em 11 universidades gaúchas
Publicado em 30/09/2021 09h11 Atualizado em 30/09/2021 09h12

A partir de um acordo de cooperação técnica com a CAPES, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Rio Grande do Sul (Fapergs) selecionou 128 bolsistas de mestrado, para desenvolver o Programa de Desenvolvimento da Pós-Graduação (PDPG) – Parcerias Estratégicas nos Estados. A estratégia da instituição gaúcha é fortalecer 21 programas de pós-graduação (PPG) em 11 universidades. A ação também inclui um departamento vinculado à Secretaria Estadual do Meio Ambiente, que cuida da extinta Fundação Zoobotânica (RS).

A iniciativa, viabilizada graças a recursos da CAPES com contrapartida da Fundação Estadual, fortalecerá programas de pós-graduação emergentes ou em consolidação, criados a partir de 2013, que passaram por apenas um processo de avaliação. “Escolhemos programas apenas de mestrado, que precisam de um amparo maior para se consolidar. Isso possibilitou a abertura de 32 vagas em cada linha prioritária”, explica Odir Dellagostin, Presidente da Fapergs. À Fundação gaúcha caberá oferecer  recursos para custeio. Cada programa de pós-graduação selecionado recebeu um valor que variou de R$ 45 mil a R$ 96 mil. Os bolsistas foram escolhidos pelas próprias universidades.

Quatro áreas estratégicas foram escolhidas pela Fapergs. A primeira delas é Educação, Ensino e Tecnologias Educacionais, que alcançará cinco PPG e quatro universidades. A segunda é Saúde Pública, envolvendo seis PPG em seis universidades. A terceira, Tecnologia e Conservação Ambiental, abarca outros seis PPG em seis universidades. A última está ligada ao universo das Tecnologias da Informação e da Comunicação, Ciências de Dados e Inteligência Artificial, com quatro PPG em quatro universidades.

Sobre o Programa de Desenvolvimento da Pós-Graduação (PDPG) – Parcerias Estratégicas nos Estados
O Programa da CAPES oferecerá um total de 1.800 bolsas para a formação de pessoal qualificado e desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação do País. Em parceria com as Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAP), a iniciativa pretende fortalecer Programas de Pós-Graduação (PPG) criados a partir de 2013 que passaram por apenas um processo avaliativo da CAPES.

O programa prevê a concessão de bolsas e pagamento de auxílios financeiros pela CAPES. As FAP, por sua vez, além de oferecerem bolsas, darão uma contrapartida que deverá ser, prioritariamente, em valores que correspondam a um percentual mínimo do total financiado pela Coordenação.

A meta da CAPES é contribuir de forma significativa para o desenvolvimento regional, reduzindo assimetrias, e permitindo o fortalecimento de potencialidades específicas de cada estado. 

Legenda das imagens:
Banner: e imagem 1: Logomarca do Programa de Desenvolvimento da Pós-Graduação (PDPG) – Parcerias Estratégicas nos Estados (Foto: CCS/CAPES)
Imagem 2: Odir Dellagostin, Presidente da Fapergs (Foto: Divulgação Comunicação Social da Fapergs)

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) é um órgão vinculado ao Ministério da Educação (MEC).
(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES