Notícias

Programa de Desenvolvimento

CAPES divulga selecionados na Amazônia Legal

Sessenta e sete projetos foram aprovados em resultado final
Publicado em 16/10/2020 09h20

Ao todo, serão oferecidas 488 bolsas, entre mestrado, doutorado e pós-doutorado (Foto: Divulgação)

O resultado final da seleção do Programa de Desenvolvimento da Pós-Graduação (PDPG) na Amazônia Legal da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) divulgou os 67 projetos escolhidos entre os 80 apresentados ao Edital nº 13/2020. A escolha foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira, 15.

Serão oferecidas 488 bolsas: 130 para mestrado, 90 para doutorado e 268 para pós-doutorado. O investimento em cada projeto será de R$627,2 mil, dos quais R$200 mil destinados a custeio. O Programa vai incentivar o desenvolvimento dos programas de pós-graduação (PPGs) stricto sensu, em áreas estratégicas na região da Amazônia Legal, que envolve os estados do Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins.

As atividades do PDPG Amazônia Legal vão aumentar a produção científica e tecnológica naquela área, intensificando o seu impacto regional. Além disso, vai contribuir para o equilíbrio local da pós-graduação brasileira, a partir da fixação de pesquisadores de alto nível nas instituições de ensino superior (IES) envolvidas.

A seleção considerou como áreas estratégicas – com foco em pesquisas relacionadas à Amazônia –, a Biotecnologia, Biodiversidade, Conservação e Recuperação Ambiental, Saúde Pública, Doenças Tropicais e Tecnologias para o Trabalho em Saúde, Combate e Prevenção Voltados ao Enfrentamento de Epidemias, Engenharias, Tecnologia de Informação e Comunicação, Clima, Energia e Recursos Hídricos, Produção Animal e Vegetal Sustentável, e Diversidade Sociocultural, Sustentabilidade e Atividades Socioeconômicas.

Amazônia Legal
O conceito de Amazônia Legal foi instituído em 1953 e seus limites territoriais surgiram da necessidade de se planejar o desenvolvimento econômico da região. Por isso, não se resumem ao ecossistema de selva úmida, que ocupa 49% do território nacional e se estende também pelo território de oito países vizinhos. A Amazônia Legal corresponde a 59% do território brasileiro e engloba nove estados: Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins e o Maranhão.

Legenda da imagem:
Ao todo, serão oferecidas 488 bolsas, entre mestrado, doutorado e pós-doutorado (Foto: Divulgação)

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES