Notícias

DESENVOLVIMENTO

CAPES apoia projetos estratégicos para o semiárido

Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa devem submeter as iniciativas até as 17h do dia 20 de maio. Investimento alcança R$13,7 milhões
Publicado em 05/04/2021 10h07 Atualizado em 05/04/2021 10h11

As Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs) de 10 unidades da Federação têm prazo entre os dias 5 de abril e 20 de maio, até as 17h,  para apresentar projetos de apoio à pós-graduação voltados ao desenvolvimento científico e tecnológico da região semiárida. As iniciativas devem ser voltadas às áreas da agroindústria e da biotecnologia, tidas como eixos estratégicos. O cadastramento ocorre pelo Sistema de Inscrições da CAPES.

O Programa de Desenvolvimento da Pós-Graduação (PDPG) no Semiárido é o mais novo programa induzido da CAPES. Assim como o PDPG – Parcerias Estratégicas nos Estados, funcionará em cooperação com as FAPs, que definirão os temas prioritários dentro dos eixos estratégicos. O objetivo é formar pessoal altamente qualificado e fomentar pesquisas que apoiem o desenvolvimento social, econômico e tecnológico na região. O investimento total previsto é de R$13.716.000,00, sendo R$1.830.000,00 já em 2021.

Nove dos estados participantes são nordestinos: Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe. O outro é Minas Gerais, que tem sua parte norte no semiárido. “Assim como os outros PDPGs, este direciona o investimento para reduzir assimetrias no Sistema Nacional de Pós-Graduação. É mais um exemplo da atuação da CAPES voltada para o que é estratégico em cada parte do País”, explica Benedito Aguiar, presidente da Fundação.

Cada FAP pode enviar até quatro projetos. Uma equipe da Diretoria de Programas e Bolsas no País (DPB) da CAPES irá analisar, no período de uma semana, se atendem ao pedido no edital, podendo aceitá-los ou não. No caso de não aceitação de uma proposta, a instituição terá cinco dias corridos para apresentar recurso, contados da data de recebimento da notificação.

 A divulgação do resultado preliminar no Diário Oficial da União está prevista para a partir de 30 de junho. Os cinco dias seguintes à publicação são o período para uma nova fase de recursos. O resultado final sairá a partir de 20 de julho. Também em julho estão previstas as assinaturas dos acordos de cooperação, com vigência de 48 meses, que autorizam o início da implementação dos projetos.

Até 30 projetos serão financiados pela CAPES. Cada um terá até R$457.200,00 para implementar bolsas — três de pós-doutorado, com duração de 12 meses, três de doutorado, de 36 meses, e duas de mestrado, de 24 meses. Caso o programa de pós-graduação não possua curso de doutorado, são até cinco bolsas de mestrado e três de pós-doutorado, com financiamento de até R$ 327.600,00.

Mais informações podem ser solicitadas pelo e-mail: pdpg-semiarido@capes.gov.br.   

Confira o edital.

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) é um órgão vinculado ao Ministério da Educação (MEC).
(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES