Telecomunicações

Apresentação

Conectividade, inovação, transformação e inclusão digital: são essas quatro expressões que você vai lembrar quando ouvir falar sobre Telecomunicações no Brasil. Ligada ao Ministério das Comunicações, a Secretaria de Telecomunicações, Setel, é responsável por propor políticas relativas à cadeia de valor das telecomunicações no país.

Entre as suas competências, está a de planejar, coordenar, supervisionar e orientar as atividades, os estudos e as propostas para a expansão de investimentos, infraestrutura e serviços na cadeia de valor das telecomunicações. O maior desafio da Setel é promover a democratização do acesso às tecnologias e à internet, para levar conhecimento, informação e entretenimento aos cidadãos de todos os cantos do Brasil.

Revolução 5G

O futuro nas suas mãos

Dada as suas potencialidades tecnológicas, a tecnologia 5G traz promessas de mudanças paradigmáticas na forma como nos comunicamos com possibilidades de ganhos de produtividade e competitividade em diferentes setores econômicos.

A expectativa é que até o final do primeiro semestre de 2021 o leilão do 5G seja realizado no Brasil.

Benefícios do 5G

  • Banda larga de altíssima qualidade
  • Velocidade 10 vezes maior que a do 4G
  • Velocidade de até 20GB/s (obtida em testes)
  • Número maior de aparelhos conectados
  • Conectividade massiva máquina a máquina
  • Baixíssima latência
  • Novas tecnologias transformando as cidades em Cidades Digitais
  • Aceleração da Transformação Digital

Avanços com o 5G

Principais Programas

O Wi-Fi Brasil é um programa coordenado pelo Ministério das Comunicações que oferece acesso gratuito à internet em banda larga por satélite, com o objetivo de promover a inclusão digital em todo o território brasileiro.

A prioridade do Wi-Fi Brasil é o atendimento a comunidades em estado de vulnerabilidade social, que não possuem outros meios de serem inseridas no mundo das tecnologias da informação e comunicação.

O programa conta com mais de 13 mil pontos em funcionamento, instalados em instituições públicas de ensino, saúde e segurança, entidades da sociedade civil e unidades de serviço público localizadas em áreas remotas, de fronteira ou de interesse estratégico, além de aldeias indígenas.

Números do Wi-Fi Brasil

+13,2 mil pontos instalados
+9.700 escolas atendidas
+600 unidades de saúde
+500 aldeias indígenas

Modalidades

Há duas modalidades no programa Wi-Fi Brasil:

Wi-Fi Brasil (GESAC): instalado em locais específicos como instituições públicas, escolas, bibliotecas, telecentros, unidades de saúde, comunidades quilombolas, aldeias indígenas, assentamentos rurais e outros;

Wi-Fi Brasil (Livre): instalado normalmente em praças públicas com acesso livre e gratuito ao público em geral.

O objetivo é levar acesso à banda larga para localidades do país onde não há nenhuma ou pouca conexão, permitindo cumprir os objetivos nacionais da política pública de telecomunicações.

O programa, que conta com uma conexão de até 20 Mbps e um raio de cobertura de até 200 metros, está em fase de testes e estará em pleno funcionamento já em 2021.

Com isso, os beneficiários do programa poderão assistir aulas on-line, conversar com amigos e parentes distantes, além de acessar serviços públicos e bancários, dentre outras possibilidades.

Outros programas

INTERNET DAS COISAS

CIDADES DIGITAIS

WI-FI BRASIL

CRC

Relatórios