Notícias

Funai entrega cerca de 600 mil cestas básicas a indígenas durante a pandemia; confira o vídeo

Publicado em 22/02/2021 11h31
CR Vale do Javari - Mayoruna do Jaquirana - 16.08.2020 (14).jpg

Entrega de cestas na região do Vale do Javari (AM). Foto: Divulgação/Funai

A Fundação Nacional do Índio (Funai) já entregou quase 600 mil cestas básicas a famílias indígenas durante a pandemia, o que representa cerca de 13 mil toneladas de alimentos distribuídos. A medida garante a segurança alimentar de milhares de indígenas no país, contribuindo para o isolamento social e para evitar o risco de contágio pela covid-19. Confira os detalhes no vídeo.

“Este resultado só foi possível devido ao empenho de 2 mil servidores, que atuam nas mais diferentes tarefas, em campo ou em atividades administrativas, de Norte a Sul do país. Boa parte deles enfrentou longas distâncias e uma série de dificuldades logísticas para garantir a alimentação dos indígenas”, destaca o presidente da Funai, Marcelo Xavier.

Ao todo, a Funai já investiu R$ 45 milhões em ações preventivas, com destaque para o suporte a 313 barreiras sanitárias, a fim de impedir o ingresso de não indígenas nas aldeias. “Um dos resultados mais expressivos é que não há, até o momento, nenhum registro de covid-19 entre indígenas isolados”, pontua o presidente. Ainda no mês de março de 2020, a fundação já havia suspendido as autorizações para ingresso em Terras Indígenas.

No âmbito da proteção da territorial, desde o início da pandemia foram realizadas 306 ações em 221 Terras Indígenas para coibir ilícitos, como extração ilegal de madeira, atividade de garimpo e caça e pesca predatórias, a um custo de R$ 11,8 milhões, realizadas em parceria com outros órgãos, como o Exército e a Polícia Federal. Também foram realizadas 11 expedições de localização e monitoramento de índios isolados.

"Em outra frente, apoiamos a promoção de atividades sustentáveis em Terras Indígenas, contribuindo para que as comunidades conquistem novos mercados e alcancem independência econômica”, ressalta Xavier. Desde o início da pandemia, a Funai já investiu R$ 12 milhões em ações de etnodesenvolvimento. As iniciativas envolvem a aquisição de materiais de pesca, sementes, mudas, insumos, ferramentas e maquinário agrícola.

Central de Atendimento

Os indígenas contam ainda com uma Central de Atendimento específica para solicitações relacionadas ao combate à covid-19 para que as demandas cheguem mais rápido aos órgãos competentes. As informações podem ser encaminhadas para os telefones (61) 99622-7067 e (61) 99862-3573, por meio de mensagem de texto e aplicativo WhatsApp, ou ainda pelo e-mail covid@funai.gov.br.

Principais ações da Funai no combate ao coronavírus:

• R$ 45,1 milhões investidos em ações preventivas
• Cerca de 600 mil cestas básicas entregues a indígenas (recursos próprios, doações e itens adquiridos com recursos do MMFDH)
• 69,7 mil kits de higiene e limpeza distribuídos a indígenas de todo o país
• R$ 12 milhões investidos em etnodesenvolvimento
• Central de Atendimento da Funai à Covid-19
• Suspensão das autorizações para ingresso em Terras Indígenas
• R$ 11,8 milhões destinados a ações de proteção territorial
• Suporte a 313 barreiras sanitárias
• 306 ações de fiscalização em 221 Terras Indígenas
• 200 mil itens de EPIs enviados às unidades descentralizadas

Assessoria de Comunicação/Funai

 

Saúde e Vigilância Sanitária